Palestra Mara Régia:

Palestra Kátia Ferreira

Palestra Ana Frazão:

Palestra Wylson Phillip:

Palestra Priscila Gama

Homenagem Mulheres Empreendedoras:

Palestra Dr Jamal

Ministra Delaíde Arantes

Abertura do WED Brazil:

Abertura do WED Brazil:


A programação conta com diversas palestras, apresentações de cases de sucesso na área empreendedora e vai premiar 10 mulheres nas seguintes categorias: Ação Social, Inovação de Mercado, Jornalismo e Distribuição de Informação, Incentivo e Produção de Artesanato, Tecnologia de Informação, Atuação Pioneira no Brasil, Incentivo e Conscientização de Jovens, Incentivo e Investimento Educacional, Destaque Jurídico e Alcance Nacional.
 

 

Matheus Venzi e Raphaella Sconetto - Jornal de Brasília - 15/11/2017

A filha de Yasmin depende de sonda para se alimentar, e ela passa por transtornos para tentar conseguir atendimento. Foto: Breno Esaki


“Será que crianças vão ter que morrer para abrirem os olhos?”, desabafa a estudante Yasmin Carvalho, de 17 anos, moradora do Gama e mãe de Ana Julia, de quatro meses. A criança se alimenta por meio de sonda e precisa se consultar com o pediatra toda vez que o aparelho é movido ou danificado. O hospital mais próximo de casa é o Hospital Regional do Gama (HRG), mas a unidade completa sete meses sem atendimento pediátrico. A opção mais próxima fica a 33 km, no Hospital Materno Infantil (Hmib).

Os serviços foram encerrados na segunda quinzena de abril, e até o momento não há previsão de reabertura. A pediatria do HRG já tinha sido fechada em setembro do ano passado, mas chegou a funcionar em março após a contratação de 22 pediatras.

Mesmo assim a situação não melhorou. Segundo a Secretaria de Saúde, 19 profissionais contratados pediram demissão por causa da grande demanda, que chegava a ser duas vezes maior do que o previsto. A expectativa inicial era de dois mil atendimentos, mas no primeiro mês de funcionamento a pediatria recebeu 4.860 crianças. Por causa disso, as atividades foram suspensas.

Atualmente, os casos menos graves estão sendo direcionados às Unidades Básicas de Saúde da região. Já os pacientes em estado grave devem procurar os outros hospitais da rede que possuem atendimento pediátrico de emergência.

Na opinião de Yasmin, a atitude é irresponsável. “Quando estava internada aqui outra vez, chegou uma criança picada por cobra. Ela foi atendida. Imagina se fosse hoje e ela precisasse ir ao Hmib? Morreria durante o trajeto”, comenta.
A estudante afirma que levaria quase duas horas para se deslocar do HRG para o Hmib utilizando transporte público. “Minha filha precisa da sonda para se alimentar, imagina ficar esse tempo todo passando fome… isso prejudica a saúde dela”, expõe.

Sem saber para onde ir

Mesmo com os atendimentos parados no Hospital do Gama, três crianças ainda estão internadas ali e aguardam alta ou transferência. A doméstica Daiane Moreira, 20 anos, não aguenta mais de deslocar de um lado para o outro com a filha, Nicole Sofia, de três meses.
“Somos pessoas humildes e precisamos desse serviço. A minha filha precisa de oxigênio e tem que ser monitorada sempre. Parece que querem botar a gente na rua. Desde sexta-feira os funcionários estão comentando que a pediatria vai acabar”, relata a mãe. Moradora da Cidade Ocidental (GO), Daiane recorreu ao HRG por ser a alternativa mais próxima.

Já doméstica Maria Claudiana, 34 anos, mãe do recém-nascido Matheus, denuncia a falta de comunicação entre os hospitais. “Eu vim para cá encaminhada pelo Hospital Universitário de Brasília. Por que não avisaram que a pediatria ia fechar? Meu filho não tem nem oito dias que está aqui e já vai ter que ir pra outro lugar de novo”, critica. Por causa de uma complicação durante o parto, seu filho também precisa de sonda.

Mesmo assim, Maria não culpa os médicos do HRG. “Sempre nos atenderam bem, com atenção. Eles e os enfermeiros não querem sair daqui, isso é coisa de quem administra”, finaliza. Agora, a mãe não sabe para onde o seu filho irá.

Funcionários da limpeza em greve por salário

Trabalhadores terceirizados responsáveis pela limpeza de hospitais públicos estão de greve. De acordo com o Sindicato dos Empregados em empresas de conservação e serviços terceirizados (SindiServiços), ao menos 1,5 mil empregados estão de braços cruzados.

As principais unidades afetadas são os hospitais regionais de Taguatinga, Ceilândia, Samambaia, Planaltina, Paranoá e Sobradinho, além do Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib) e da Fundação Hemocentro.

Segundo o sindicato, os atrasos nos pagamentos são constantes – só neste ano ocorreram em janeiro, fevereiro, maio e julho. Agora, os pagamentos de outubro, que deveriam ter sido pagos no dia 7, ainda não foram realizados. Por conta disso, os empregados da empresa Ipanema entraram de greve na tarde de segunda-feira, enquanto os da Dinâmica aderiram ao movimento ontem.

A categoria afirmou que não há previsão de suspender a greve. “Só vamos retornar aos serviços após o pagamento”, aponta a secretária- geral do Sindiserviços, Andréa Cristina da Silva. No entanto, ainda de acordo com o sindicato, não há nenhuma previsão para que eles recebam os salários.

“Segundo as empresas, o governo não repassa a verba há três meses, e elas não têm mais condições de arcar com as despesas”, critica.

Parte do serviço em dia

Apesar de 1,5 mil terceirizados terem aderido à greve, a limpeza e higienização das áreas prioritárias e de emergência dos hospitais estão sendo realizadas.

VERSÃO OFICIAL

A respeito da greve dos funcionários, em nota, a Secretaria de Saúde informou que “trabalha para quitar a dívida e está aguardando dotação orçamentária”. Segundo a pasta, a previsão é de que os valores sejam repassados às empresas até o fim da semana. ”A pasta ressalta que os atendimentos não serão prejudicados, uma vez que o efetivo mínimo de 30% dos funcionários está trabalhando”, conclui.

 

No último dia 8, o FComGama, Fórum Comunitário do Gama, entregou à Comissão de Educação, Saúde e Cultura da CLDF, o Manifestoreferente ao caos em que se encontra o Hospital Regional do Gama, o velho e querido HRG.
 

Eis que agora, pelo Ofício 82/2017, endereçado à Mesa Moderadora do Fórum Comunitário do Gama, e assinado pelo deputado Wasny de Roure, aquela Comissão Permanente da Câmara Legislativa dá ciência de que, "Face a correspondência desse Fórum, datada de 07 de novembro de 2017", esteve com o superintendente da Região Sul de Saúde e também com o diretor do HRG, os quais"confirmaram o quadro de penúria relatado" pelos integrantes da Mesa Moderadora do FComGama.

E disse mais o deputado Wasny de Roure. Que em razão da provocação da Mesa Moderadora do FComgama, e da conversa que teve com aqueles dois gestores da Região de Saúde Sul, a Comissão de Educação, Saúde e Cultura da Câmara aprovou em reunião ordinária do dia 8 de novembro a apresentação de uma emenda coletiva (vários deputados) à proposta orçamentária do governo do DF para 2018. Emenda no montante de R$2 milhões, e destinada a atender as necessidades do Hospital Regional do Gama.

Wasny de Roure, ainda no ofício, informou que"no intuito de atender" aos apelos do FComGama, está à disposição para agendar a audiência sugerida no Manifesto, e que tem por tema "Os graves problemas de saúde pública na cidade do Gama".

O FComGama, informa à população da cidade que ficou de ainda nesta semana entrar em contato com o Ministério Público do DF e com a Defensoria Pública do Distrito Federal para agendar com tais órgãos a discussão dos problema apontados no Manifesto que, também a eles foram enviados no dia 8 de novembro.

Diante da resposta da Comissão de Saúde da CLDF, fica mais do que clara a importância e a necessidade de que o ato manifesto que será realizado no dia 24 de novembro, às 8 horas na frente do HRG, conte com a participação de um número muito grande de gamenses e de pessoas do Entorno do DF.

Abaixo imagem do ofício resposta da Comissão de Saúde ao FComGama. Dê um clique na imagem para melhor visualizá-la.
 

Da redação do Blog Gama Livre - 14/11/2017

O Tribunal de Conta do DF acatou uma representação do PT, zonal Gama, sobre reforma da Praça Lourival Bandeira onde está localizado o Centro Cultural Itapuã.

O documento, que foi aceito por maioria de votos, acatou a representação contra a administração regional por indícios de irregularidades no processo licitatório, tomada de preço, dentre outros.

A “reforma”  da Praça na época da licitação causou revolta na população. Pois foi feita sem qualquer tipo de consulta pública. Inclusive o Portal Gama Cidadão publicou uma denúncia de árvores que estavam sendo retiradas da praça irregularmente.

Saiba mais:

Diversas arvores foram simplesmente arrancadas e cortadas. Isso acabou causando uma certa revolta da comunidade ambiental na cidade.

A sociedade gamense não vem apoiando as iniciativas que a administração da cidade vem fazendo no local. Prova disso é que na inauguração da obra de revitalização da praça, não teve a presença maciça da comunidade. O evento previsto para ocorrer com shows e muitas atrações durante todo o dia, finalizou-se ainda na parte da manhã exatamente pela falta do publico, que se limitou a poucas pessoas. Há quem diga que público presente estava ligado ao GDF e a Administração do Gama. O que reforçou a insatisfação da comunidade com a maneira que o processo foi feito.

Como se ja não bastasse a questão da retirada de árvores que ali estavam ali bem antes até da existência do Gama, agora começam a aparecer os primeiro indícios de ilegalidades. Há prováveis indícios de irregularidades no processo de licitação. Isso tem levantando um questionamento na sociedade gamense. Será que as obras que estão se espalhando de forma desordenada, sem priorizar as verdadeiras necessidades da cidade e seus habitantes? Há quem suspeite ainda, que tudo isso não passe de formas ilegais de captação de dinheiro para as campanhas eleitorais de 2018. O certo mesmo é que a questão está no ar e não parece ter uma resposta conclusiva.

Veja o que diz partes da Representação:

O Tribunal, por maioria, de acordo com o voto do Relator, decidiu: I – tomar conhecimento da Representação protocolada pelo Diretório Zonal do Partido dos Trabalhadores do Gama – DF
determinar à Administração Regional do Gama que, no prazo de 15 (quinze) dias, apresente circunstanciados esclarecimentos quanto ao teor da referida peça.

Em apertada síntese, a Representante aponta as seguintes impropriedades:

a) indícios de falha no projeto básico da licitação:

• o projeto básico não atendia às normas de acessibilidade e nem o Termo de Ajustamento de Conduta firmado entre a Defensoria Pública do DF, o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios e a Administração Regional do Gama;

• houve subdimensionamento dos serviços;

b) indício de falhas na condução da licitação:

• após a abertura das propostas, a Administração homologou e adjudicou o objeto sem respeitar o prazo recursal previsto no art. 109, inciso I, alínea “b”.

c) indícios de falha no aditamento contratual:

• devido às falhas do projeto básico, houve necessidade de aditamento do valor contratual no percentual de 33,87%.

Da Redação do Gama Cidadão

Diretora do Centro de Ensino Fundamental 15, Ana Elen;  primeira-dama do DF, Márcia Rollemberg e o governador Rodrigo Rollemberg. Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

Feira cultural ocorreu no Centro de Ensino Fundamental 15. O governador participou do evento, com o tema do projeto Mulheres Inspiradoras, que homenageou sua esposa, Márcia Rollemberg

O governador Rodrigo Rollemberg e sua esposa, Márcia, participaram, na manhã deste sábado (11), da 9ª Feira Cultural do Centro de Ensino Fundamental 15 (CEF 15), no Gama, que teve como tema o projeto Mulheres Inspiradoras – A Vez e a Voz da Mulher Contemporânea.

A iniciativa ensina noções básicas de direitos femininos nas escolas públicas do Distrito Federal abordando temas como empoderamento feminino, machismo nas escolas, equidade de gênero, representação feminina na mídia, combate à violência contra a mulher, diversidade e direitos humanos.

“Quando eu conheci esse projeto [Mulheres Inspiradoras], em um evento no Palácio do Buriti, disse a [idealizadora] Gina Vieira Ponte de Albuquerque que a iniciativa deveria ser multiplicada para outras escolas. Vivemos um momento delicado da cidade, do País e da humanidade”, lembrou o governador Rodrigo Rollemberg. “Precisamos difundir valores positivos. E quando vemos uma ação que reconhece a trajetória vitoriosa de mulheres, devemos mostrá-la.”

Segundo o chefe do Executivo, vivemos em uma realidade em que mulheres que fazem os mesmos trabalhos dos homens recebem salário menor. E que muitas famílias ainda acreditam serem as tarefas domésticas de responsabilidade exclusiva das mulheres, assim como a educação dos filhos.

“A luta por um mundo generoso, que respeite as mulheres, não é, portanto, uma luta apenas das mulheres. É de todos que querem um mundo melhor. E esta escola é exemplo disso”, reconheceu Rollemberg. O CEF 15 foi reconhecido em primeiro lugar no DF do Prêmio de Gestão Escolar, do Conselho de Secretários Estaduais de Educação.
 

Homenagem à colaboradora do governo Márcia Rollemberg

Durante o evento, Márcia Rollemberg foi homenageada pelos trabalhos sociais desenvolvidos. “Aqui nasceu meu filho Ícaro, aqui comecei a trabalhar. Tenho amor profundo pelo Gama, faz parte da minha formação. Estou muito honrada e agradecida por estar aqui. Vejo aqui a convergência de várias energias positivas e que fazem a diferença na cidade”, agradeceu.
 


Márcia também lembrou do Portal do Voluntariado. “O momento que vivemos hoje é de inspiração. Hoje temos feito essa participação da sociedade, pelo Portal do Voluntariado. Temos 12 mil pessoas que ajudam em mais de 200 projetos. A cidade é uma criação coletiva, pertence ao Estado, à sociedade organizada e às famílias.” Ela citou ainda que, semana que vem, o Portal do Voluntariado receberá o reconhecimento da Rede de Empreendedorismo Internacional de Mulheres.

 

“Seus trabalhos sociais têm feito a diferença. Nós, mulheres, nos sentimos mais humanizadas com suas iniciativas”, disse Ana Elen Ferreira, diretora do CEF 15, sobre a colaboradora do governo.

Outras oito mulheres que também se destacam como exemplos de inspiração foram agraciadas com troféus:

  • Maria Antônia, administradora regional do Gama

  • Ana Elen Ferreira, diretora do CEF 15

  • Gina Vieira, idealizadora do projeto Mulheres Inspiradoras

  • Nicole Oliveira, professora do CEF 15

  • Cida Belisário, escritora

  • Cláudia Vieira Ramos, vice-diretora do CEF 15

  • Adriana Torres, contadora

  • Célia Maria Teixeira Neves, esposa do secretário de Educação, Júlio Gregório Filho

Depois das homenagens, o governador foi conhecer os trabalhos produzidos pelos alunos e professores. A programação da feira, que faz parte do Criança Candanga, contou com apresentações musicais, exposições de fotografias, pinturas e grafites, teatro, palestras educativas e chá literário.

Como surgiu o Mulheres Inspiradoras

Professora da rede pública há mais de 26 anos, Gina Vieira Ponte de Albuquerque estava desmotivada por perceber a dificuldade de interação entre docentes e alunos. Pensando em desistir da profissão, constatou que o modelo educacional aplicado a jovens deveria ser atualizado para despertar o interesse desse público.

“O Mulheres Inspiradoras começou quando eu percebi que os alunos davam as costas para a escola, e a escola para os alunos. Decidi ser professora para ser agente de mudança”, afirmou a docente.

Decidida a mudar esse cenário, em 2014, optou por trabalhar na parte de diversidade de projetos do Centro de Ensino Fundamental 12 de Ceilândia. Com o apoio da coordenadora pedagógica da unidade, Vitória Régia, conseguiu estreitar o diálogo com os estudantes e alinhá-lo a práticas pedagógicas com a criação de uma rede social.

Depois disso, incentivou leitura de obras de mulheres de grande representatividade e incumbiu os alunos de entrevistar e produzir matéria com uma mulher de seu vínculo social que julgassem ser uma inspiração.

O resultado foi a produção de 95 textos, escritos em 2014 e 2015, reunidos em um livro, com título homônimo. As duas professoras organizaram a obra e a lançaram em 2016, no Dia Internacional da Mulher (8 de março).

Desde então, o projeto passou por duas edições, ambas no Centro de Ensino Fundamental 12 de Ceilândia, com a participação de 480 alunos. Agora, com a multiplicação, a estimativa é que chegue a cerca de 2 mil estudantes.

O Mulheres Inspiradoras recebeu várias premiações, entre as quais o 4º Prêmio Nacional de Educação em Direitos Humanos da Presidência da República (2014); o 8º Prêmio Professoras do Brasil, do Ministério da Educação (2014); e o 1º Prêmio Ibero-Americano de Educação em Direitos Humanos da Organização dos Estados Ibero-americanos (2015).
 

Galeria de fotos, clique aqui! 

Agência Brasília - 11/11/2017

Leia o pronunciamento do governador Rodrigo Rollemberg durante a participação no Projeto Mulheres Inspiradoras – A Vez e a Voz da Mulher Contemporânea, no CEF 15 do Gama

 

 

 

 

 

9º Batalhão de Policiamento Militar comemora aniversário com a comunidade gamense


O 9° Batalhão de Policiamento Militar do Gama-DF comemorou na manhã desta sexta-feira (10), seu vigésimo aniversário de 20 anos. Toda a comunidade do Gama e região foram convidadas, para juntos participarem da festa de aniversário do batalhão. Na ocasião houve uma grande ação social.

Teve programação para toda comunidade. O evento contou com apresentações culturais, brinquedos educativos, assistência à saúde, assistência jurídica, aferição de pressão e aplicação de flúor. Teve também apresentações de luta MMA e brincadeiras para toda criançada. Cortes de cabelo e design de sobrancelha foram oferecidos. O BPCÃES fez uma apresentação. A cavalaria da PMDF levou alguns de seus cavalos e promoveu alguns passeios.
 

Para a criançada o dia foi repleto de atividades. Além de pula-pula e brinquedos infláveis, tinha a barraquinha de algodão doce e distribuição de iogurte. Um delicioso café da manhã foi oferecido a todos os presentes, recheado de frutas, doces, salgados, água e refrigerante.
 

Um ônibus trouxe alunos do Centro de Ensino Especial de Santa Maria. A entidade levou crianças, jovens e adultos que tem algum tipo de deficiência mental. Eles cortaram cabelo fizeram aplicação de flúor, participaram do café da manhã e puderam aproveitar as atrações da festa. O mais concorrido para eles foram os cavalos e as viaturas.

A PMDF expôs algumas de suas viaturas, como os novos Toyota Corolla e o blindado do Brigada de Choque. Os Bombeiros (CBMDF) também estiveram presentes com duas de suas principais viaturas. Os novos caminhões Magirus e uma ambulância.

 

 


Algumas empresas da cidade como a Óptica estiveram presentes oferecendo óculos e armações. Consultoras da empresa de cosméticos Mary Key estiveram presentes apresentando produtos de beleza oferecidos pela marca, além dos brindes gratuitos.
 

Consultoras de Beleza Mary Kay Jéssica e Lívia Almeida

A CAESB esteve com uma unidade móvel oferecendo água potável para o público. O Rotary Club esteve presente fazendo campanha de erradicação da Pólio. A OAB esteve com representantes oferecendo apoio jurídico para os visitantes do evento.

No início do café da manhã que ocorreu as 10hrs, foi feito uma abertura solene e em seguida cantado os parabéns para o batalhão. Após o ato, foi repartido o bolo que foi feito alusivo a PMDF e servido o café da manhã. Todos os presentes foram convidados a participar.
 

O comandante do 9º Batalhão da PMDF, major Allenson Nascimento, puxou o corte do bolo juntamente com as criação e autoridades


O Banco Regional de Brasília (BRB) coloca-se à disposição dos seus clientes para prestar uma consultoria financeira e orientá-los sobre a linha de crédito

 

Crianças e adultos se encantam com animais, Adelino dos bois sempre nos eventos importante da cidade.
 
Líderes comunitários e gestores do Gama: Liderança de setor Central, Cirene Silveira; comandante do Corpo de Bombeiros do Gama, Major Willian; chefe da Junta Militar do Gama, sargento Marcos Tadeu; comunicador, Israel Carvalho; Administradora Regional Maria Antônia; pastora da Adeg - Assembléia de Deus no Gama, Neli Andrade. 


Diversas autoridades estiveram presentes.

O evento foi um dia de muita alegria e descontração Todos os presentes apontaram como sendo positiva a ação em comemoração ao 20º aniversário do 9º Batalhão de Polícia Militar


Galeria do foto, Clique aqui! 


Transmissões Ao Vivo pelo Facebook do Gama Cidadão: