Da redação da Agência Brasília - 27/11/2017

Até 8 de dezembro, o Gama recebe as equipes do Cidades Limpas. Serão 314 trabalhadores envolvidos nas atividades, com apoio de 78 equipamentos. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Equipes voltaram à região nesta segunda-feira (27), na 28ª edição do programa, que completa um ano. Entre as ações está a limpeza de paradas de ônibus

Até 8 de dezembro, o Gama recebe as equipes do Cidades Limpas. Serão 314 trabalhadores envolvidos nas atividades, com apoio de 78 equipamentos.

O lançamento desta edição, a 28ª desde o início do programa, que completa um ano, ocorreu na manhã desta segunda-feira (27), no Setor Central, com a presença do governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg.

“Este é um programa de sucesso porque a gente percebe claramente como as cidades mudaram depois de um ano. Estão mais limpas, mais bem cuidadas, com a grama cortada, com o meio-fio pintado. A gente sabe que é um trabalho de manutenção permanente”, disse o chefe do Executivo local.

Entre as ações está a limpeza de paradas de ônibus com o objetivo de tirar água acumulada que possa servir como ambiente de proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, da chikungunya e do zika vírus.

Com o apoio da força-tarefa, os casos de dengue no DF diminuíram drasticamente: foram 3.945 casos prováveis de janeiro a outubro deste ano. No mesmo período de 2016, a Secretaria de Saúde fez 17.490 registros. Em termos porcentuais, a redução foi de 77,4%.

Apenas no Gama, onde o programa esteve em novembro passado, houve diminuição de 40,9% dos casos prováveis de dengue. De janeiro a outubro deste ano, a localidade teve 297 registros da doença. Nos dez primeiros meses de 2016, foram 503 notificações.

“Começamos modestamente e hoje estamos aqui na 28ª edição. É um programa que tem mudado a qualidade de vida dos moradores”, ressaltou o secretário das Cidades, Marcos Dantas.

Outras ações do Cidades Limpas no Gama

Nesta edição no Gama, haverá ainda ação integrada de revitalização, com poda, corte de grama e ajustes nas áreas de lazer na praça ao lado do Centro Educacional (CED) 4.

Também envolvida no mutirão, a comunidade vai ajudar a transformar em um jardim uma área perto do CAIC Carlos Castelo Branco, no Setor Oeste, que é utilizada como área de descarte de entulho.

Balanço do primeiro ano do Cidades Limpas

O Cidades Limpas é coordenado pela Secretaria das Cidades e tem o objetivo de revitalizar áreas públicas com ações como limpeza de boca de lobos, pintura de meios-fios, poda de árvores e recolhimento de entulho.

Em um ano, o programa envolveu 4.613 trabalhadores, de 19 órgãos do governo de Brasília. Nos 12 meses de atividades, foram usadas 1.293 máquinas e equipamentos.

Nas 27 edições realizadas, foram removidas 86,3 toneladas de entulho, desobstruídas 2,9 mil bocas de lobo e recolhidas 250 carcaças.

No período, foram visitados 82,3 mil imóveis para combate ao Aedes aegypti.

Também houve a emissão de 747 carteiras de identidade, a manutenção, substituição e reparo de 2,4 mil unidades na rede elétrica, e a poda de 15,7 mil árvores.


Transmissão Ao Vivo:

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar