População poderá descartar resíduos da construção civil ou de demolições, além de podas de árvores, móveis velhos, óleo de cozinha e recicláveis. 

A partir desta quarta-feira (21), a cidade do Gama conta com um local para entrega de até 1 metro cúbico (equivalente a uma caixa de água de mil litros) por dia e por pessoa de resíduos da construção civil ou de demolições. O ponto ainda servirá para o recebimento de restos de árvores podadas, produtos recicláveis e móveis velhos. Intitulado papa-entulho, o espaço fica na Avenida Contorno, lote 2 – Próximo ao Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF). O funcionamento é de segunda a sábado, das 7 às 18 horas.

Dados do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) apontam que são coletadas no Gama cerca de 2,5 mil toneladas de entulho por mês e 75 toneladas de volumosos. Mais de 35 pontos de descarte irregular foram identificados pela autarquia na região.

No papa-entulho, até 1 metro cúbico (equivalente a uma caixa d’água de mil litros) de resíduos da construção civil, volumosos (como móveis) e restos de podas pode ser entregue, diariamente, por pessoa.

Também podem ser deixados recicláveis, como papéis, plásticos, papelões e metais, desde que estejam separados e limpos. Por meio do Projeto Biguá, da Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb), é possível ainda entregar óleo usado em frituras.

“Esse é um equipamento de limpeza urbana. O que não cabe no caminhão — colchão, cama velha, cadeira, galhos de árvore e até um metro cúbico de entulho — nós vamos receber aqui gratuitamente”, explicou a diretora-presidente do Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Kátia Campos.

De acordo com ela, a ideia é envolver cada vez mais a comunidade para que a instalação seja utilizada. “Do contrário, fica um espaço ocioso, e a população continua jogando o lixo no lugar errado.”

Investimento e estrutura do papa-entulho no Gama
O investimento no papa-entulho inaugurado hoje foi de R$ 136.840, com recursos do SLU. A estrutura tem escritório de apoio aos trabalhadores, área coberta para recebimento de recicláveis e baias para materiais volumosos e de podas. Há ainda caçambas para descarte de resíduos.

Carroceiros da região fizeram o primeiro descarte logo após a inauguração do espaço. Entre eles, Edimilson Alves Viana, de 51 anos. Na profissão há mais de uma década, ele gostou da iniciativa. “É muito gratificante para mim, como para a sociedade e para a cidade, ter um lugar próprio para fazer esse encaminhamento.”

As regras para utilização dos papa-entulhos estão na Instrução Normativa nº 2, de 15 de março de 2017.

A inauguração contou com a presença da diretora-presidente do SLU, Kátia Campos; administradora do Gama, Maria Antônia; catadores de matérias reutilizáveis e recicláveis; autoridades locais e comunidade.

Agora a comunidade gamense tem um local adequado para descartar entulhos na cidade.

É permitido
• Entulhos em geral
• Restos de podas
• Azulejos
• Cimento
• Terra
• Telhas sem amianto

Recicláveis
• Plásticos
• Papel
• Papelão
• Móveis
• Metal
• Óleo de coxinha
• Embalagens longa vida
• Isopor

Não é permitidos os descartes de:
• Resíduos domésticos, industriais, de serviços de saúde e eletrônicos
• Pneus
• Embalagens de agroquímicos, de produtos fitossanitários e de óleos lubrificantes
• Lâmpadas
• Pilhas e baterias
• Equipamentos ou materiais que tenham metais pesados
• Gesso
• Espelhos
• Vidros
• Amianto
• Tintas, solventes e tonner

Além disso, não é autorizada a entrada caminhões ou carretas para descarregar o material a ser descartado.


Foto (Da esquerda para a Direita): Diretora-presidente do Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Kátia Campos e administradora Maria Antônia



Foto (Da esquerda para a Direita): Representante da diretoria de vigilância ambiental, José Silvio; assessor de gabinete na administração regional, Josué Camargo e representante do grupo de trabalho dos parques, João Breyer.

Mais fotos. Clique aqui! 

Da Agência Brasília com adaptações - 22/06/2017

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar