Parlamentar criticou estratégia do GDF de “superlotar e esconder" a população de rua em albergues

foto

A presidente da Comissão de Assuntos Sociais da Câmara Legislativa, Liliane Roriz (PSD), criticou duramente a estratégia do governo local de construir albergues para abrigar a população de rua. Segundo Liliane, o dinheiro destinado a esse projeto deveria ser utilizado em políticas públicas para evitar o aumento da mendicância. As declarações da parlamentar foram dadas nesta quinta-feira (27) durante audiência pública proposta pela distrital para discutir a instalação de um albergue social na QNR 01 de Ceilândia.

Para Liliane, o beneficiado acaba se tornando dependente permanente do Estado. “Os recursos para um projeto como esse seriam melhores utilizados em projetos sociais que investissem no ser humano. O que o governo do DF tem feito é esconder a verdade da população ao superlotar albergues com moradores de rua”, argumentou. ...

A presidente da Comissão de Assuntos Sociais cobrou das autoridades do governo do Distrito Federal que retomassem a ideia da aplicação da “rede de proteção social”, programa que visa auxiliar a população carente com benefícios sociais, desde que a família ofereça alguma contrapartida ao Estado. “A atual política social do GDF está defasada e deixa a família sem perspectiva de crescimento”, criticou.

Cerca de 300 pessoas participaram da audiência pública. Os moradores das proximidades do terreno onde será erguido o novo albergue reclamam que não foram ouvidos pelo governo. A Secretaria de Desenvolvimento Social sustenta que quase 30% da população em situação de rua estão em Taguatinga e Ceilândia e, por isso, o número de moradores de rua nas cidades não deve aumentar após a construção do albergue.

Fonte: CLDF - 27/09/2012


 

foto

Israel Carvalho
Gerente de conteúdo

foto

Mau começaram as primeiras sondagens sobre as próximas eleições em Brasília, alguns pretendentes já vem se destacando. O ex-governador José Roberto Arruda aparece em primeiro lugar, com 45% da preferência dos internautas, mesmo com a possibilidade ficar  inelegível em 2014.

 

Lista dos candidatos e suas respectivas posições:

 

1 º  -  José Roberto Arruda (sem partido) com  42.5%

2 º  - Toninho do (PSOL) com 16%

3 º  -  José Antonio Reguffe (PDT) com 14%

4 º - Rogério Rosso (PSD) com 11.2%

5 º - Agnelo Queiroz  (PT) com 5.7 %

6 º - Cristovam Buarque  (PDT) com 4.4%

7 º - Eliana Pedrosa (PSD) com 2.6%

8 º - Rodrigo Rollemberg (PSB) com 2.4%

9 º - Alberto fraga (DEM) com 1.3%.

 

Estes foram candidatos sugeridos inicialmente. Em breve, outros nomes poderão ser inseridos. Como podemos ver a disputa esta bem equilibrada, se considerarmos a possibilidade de Arruda não concorrer. No entanto, não podemos nos esquecer de eventual elemento surpresa. O também ex-governador Joaquim Roriz  se movimentou recentemente. Sua última aparição foi na campanha do Deputado Estadual Hildo do Candango, candidato a Prefeito de Águas Lindas, cidade que possui o maior número de habitantes que votam em Brasília.  Outro detalhe fica por conta do atual governador do DF, Agnelo de Queiroz, que depois de quase dois anos de governo ainda não disse para o que veio, fazendo um governo desastroso para a cidade e seus moradores. Agnelo, na sondagem, ficou em 5º (quinto) lugar na pesquisa, o que deve deixar o PT em estado de alerta. Uma possibilidade que agita os bastidores seria a aliança entre Roriz e Arruda, que mesmo que não possa disputar a eleição possui muita força eleitoral, o que não pode ser descartada. Rodrigo Rollemberg é outro que não mede esforços para ganhar musculatura eleitoral até 2014. Conhecido no meio político como grande articulador, nas eleições do Entorno vem andando de um canto ao outro e fez o maior numero de coligações possíveis, com tanta força que vem ganhado elogios até de adversários históricos. Uma coisa importante é Rollemberg, ao mesmo tempo que tenta se cacifar como alternativa a Agnelo no campo esquerdista, também flerta com setores conservadores, podendo até se cogiar em aliança do PSB com o grupo de Roriz, desde que tal movimentação lhe seja favorável. A grande surpresa vem por conta do empate técnico entre Toninho do PSOL e Reguffe do PDT. Esta briga ainda vai dar muito o que falar, com muitas alianças que nós achávamos que nunca iríamos ver. Pois é, não se assustem: em 2014 veremos de tudo. Uma coisa eu digo: na política só não vale perder.


foto

Com o mote “Valorize seu voto, vote pela sua cidade, vote limpo”, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) dá início nesta terça-feira (21) à campanha Voto Limpo, veiculada no rádio e na televisão. A iniciativa busca incentivar a participação dos eleitores no pleito de outubro, ressaltando a importância da liberdade de escolha do eleitor para votar em candidatos ficha limpa.

A campanha é composta por cinco filmetes e cinco spots de rádio, de 30 segundos cada, cujas mensagens destacam a validade da Lei da Ficha Limpa para as eleições municipais deste ano. De iniciativa popular, a norma foi sancionada no dia 4 de junho de 2010 após a coleta de mais de um milhão de assinaturas de eleitores de todo o país.

Ao contrário das eleições anteriores, este ano a campanha de esclarecimento do eleitor ficará concentrada nos 45 dias que antecedem o primeiro turno da eleição. A decisão de concentrar a campanha no mesmo período em que acontece a campanha dos candidatos foi da presidente do TSE, ministra Cármen Lúcia, que se baseou em pesquisa realizada a pedido do Tribunal na qual foi constatado que os eleitores tinham dificuldade em se lembrar das campanhas anteriores que eram iniciadas 60 dias antes do pleito.

A escolha do tema Voto Limpo também é resultado da pesquisa, mas embora de iniciativa popular, a Lei da Ficha Limpa ainda é pouco conhecida pelos eleitores, como esclarece a ministra Cármen Lúcia.

— A pesquisa apontou que o eleitor quer o candidato ficha limpa, mas não sabe exatamente o que é o voto limpo. Daí a nossa escolha pelo tema da campanha.

Os filmetes e spots alertam os eleitores para a importância de se pesquisar o passado dos políticos e conhecer as propostas de cada um deles, reforçando os objetivos da Lei da Ficha Limpa e valorizando, assim, os candidatos bem-intencionados. As mensagens da campanha ainda incentivam a participação no pleito de eleitores de todas as idades, inclusive os entre 16 e 17 anos e os com mais de 70 anos, para os quais o voto é facultativo.

A campanha vai ao ar até o dia 4 de outubro e, nas localidades onde haverá segundo turno será retomada logo após o anúncio do resultado do primeiro turno, devendo ser encerrada no dia 26.

As peças da campanha poderão acessadas a partir desta terça-feira (21) no Portal do TSE, na página da campanha Voto Limpo.

Veja os vídeos:

 

Com informações do TSE



1 - Uma pesquisa qualitativa que circula em alguns gabinetes tem uma revelação surpreendente: o senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) não está bem na fita como ele imagina, principalmente para uma possível disputa pelo GDF em 2014.

2 – Os ex-governadores Joaquim Roriz, Rogerio Rosso e José Roberto podem estar no mesmo grupo político nas eleições de 2014. O difícil é unir todas as vaidades. ...

3 – O ex-deputado federal e presidente do DEM, Alberto Fraga, já bateu o martelo: será candidato ao GDF em 2014 contra quem quer que seja.

4 – Com um péssimo desempenho na pesquisa qualitativa que circula em alguns gabinetes, adversários do ex-governador Rogério Rosso garantem que ele trabalha com a possibilidade de ser vice de algum candidato, seja da direita, centro ou esquerda.

5 – A atual deputada federal Jaqueline Roriz já teria definido o seu novo caminho: disputará uma vaga de deputada distrital nas eleições de 2014.

6 – Apesar de ser denunciado na Caixa de Pandora, o deputado distrital Rôney Nemer (PMDB) não desistiu da ideia de ser conselheiro do Tribunal de Contas do DF. Espera contar com a ajuda definitiva do vice-governador Tadeu Filippelli (PMDB).

7 – Aliados do ex-governador José Roberto Arruda comentam que já foi dada a “ordem” para que o ex-deputado distrital Raimundo Ribeiro trabalhe para assumir o comando do PSDB no DF. A ideia é afastar Márcio Machado e abrir caminho para Arruda.

8 – O suplente de deputado distrital Paulo Roriz esta insatisfeito no DEM, onde não está conseguindo espaço para trabalhar. Fala-se que ele aguarda um sinal do ex-governador José Roberto Arruda para saber o seu novo caminho partidário.

9 – O bispo Robson Rodovalho não desistiu da política. Ele trabalha para lançar seu fiel escudeiro Rodrigo Delmasso como candidato a deputado distrital. Rodovalho promete trabalhar mais para Delmasso do que trabalhou para eleger o ex-deputado Leonardo Prudente.

10 – O dublê de ator e deputado Cláudio Abrantes estaria com os dois pés no PSB de Rodrigo Rollemberg.

11 – O padre Moacir (leia-se o organizador Pentecostes) pretende lançar em 2014 o atual deputado distrital Washington Mesquita para deputado federal e o administrador de Taguatinga, Carlos Jales, para deputado distrital.

12 – O suplente de deputado distrital Siqueira Campos (PSC-DF) está totalmente perdido na Câmara Legislativa.

13 – A irmã do ex-deputado Junior Brunelli acaba de trocar de sobrenome. De Lilian Brunelli passou a usar o sobrenome de Figueiredo e já diz que será candidata a deputada distrital.

14 – Alguns comentários do suplente de deputado distrital Siqueira Campos (PSC) desperta no deputado Dr. Michel (PEN) os sentimentos mais primitivos.

15 – O deputado licenciado Alírio Neto, hoje ocupando a secretaria de Justiça do DF, pode ser a carta na manga do governador Agnelo Queiroz para ficar livre do cabo Patrício.

16 – O deputado Cristiano Araújo passa por um terrível dilema: retornar para a Secretaria de Ciência e Tecnologia, que tem um belo orçamento, ou ir para a Secretaria de Trabalho.

17 – O presidente da Câmara Legislativa, Patrício, trabalha para recuperar o tempo perdido com seus aliados na Polícia Militar do DF.

18 – O deputado Cláudio Abrantes anda irritadíssimo com os comentários nas redes sociais da eminente queda do administrador de Planaltina, seu protegido político. O curioso é que os boatos estão saindo da própria administração. É o que se pode chamar de trabalhando com o inimigo.

19 – O cômico deputado distrital Olair Francisco é outro que anda “descontente” com a política, mas não tem coragem de abandonar o posto. Na dúvida, alguns funcionários estão procurando abrigo em outros gabinetes.

20 – O diretor do Detran, José Alves Bezerra, estaria em contagem regressiva. Tanto que já comprou até um pequeno kit para limpar as gavetas.

21 – A leitura do Diário Oficial do DF se tornou uma rotina obrigatória de secretários do GDF e de administradores regionais.

22 – Denunciado na Caixa Pandora, o deputado distrital Aylton Gomes sonha em desembarcar na Secretaria de Trabalho.


23 – Atenção Cristiano Araújo! O deputado distrital Professor Israel quer a Secretaria de Ciência e Tecnologia.

24 – Doutor Charles sonha com uma vaga no GDF.

25 – O deputado distrital Joe Valle reclamava da falta de espaço no GDF. Agora ganhou a administração do Lago Norte. Literalmente, Valle agora é um deputado sustentável.

26 – Uma pesquisa qualitativa recente mostra que o governador Agnelo Queiroz terá que trabalhar muito para se reeleger. E o trabalho começa com a escolha de um vice.

27 - Até que ponto o secretário de Saúde do DF, Rafael Barbosa, e o secretário adjunto Elias Fernando Miziara estão realmente afinados?

28 - A administradora de São Sebastião, Janine Barbosa, não resistirá a reforma que o governador Agnelo Queiroz vem fazendo nas administrações regionais. A população da cidade já fez até manifestação contra a permanência de Janine.

29 – Aliados garantem que não tem como o ex-governador Joaquim Roriz ficar fora do debate político as eleições de 2014. Além do potencial eleitoral, Roriz tem duas filhas parlamentares, uma distrital (Liliane Roriz) e outra federal (Jaqueline Roriz).

30 – A pesquisa qualitativa que está circulando em alguns gabinetes não consegue identificar o senador Gim Argelo com potencial eleitoral disputar o GDF nas eleições de 2014.

Fonte: Estação da Notícia - 14/08/2012

Você sabia que os conselheiros tutelares são eleitos a cada três anos pela população, em cada região administrativa? O Conselho Tutelar tem o objetivo de proteger crianças e adolescentes ameaçados ou que têm os direitos em risco.

As inscrições dos candidatos vão até o dia a próxima quarta-feira (15), no site da Secretaria da Criança (www.crianca.df.gov.br). São cinco vagas para membros titulares

e cinco para suplentes em cada um dos 33 Conselhos Tutelares do DF.

Para se candidatar a pessoa deve ter 21 anos ou mais, morar há mais de dois anos na cidade onde for concorrer e ser aprovada em prova de conhecimento específico do cargo, entre outras exigências.

Além de proteger menores ameaçados, o Conselho Tutelar também orienta familiares e aciona autoridades em casos de violação dos direitos estabelecidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente.


Diário Oficial do Distrito Federal
Nº 151 terça-feira, 31 de julho de 2012

CRONOGRAMA DO PROCESSO DE ESCOLHA

FASE

DATA PROVÁVEL

Período de Inscrição dos Candidatos.

3 a 15 de agosto de 2012.

Fase I - Edital do Exame de Conhecimentos Específicos.

15 de agosto de 2012.

Resultado Final da Fase I - Exame de conhecimentos específicos.

Convocação para Fase II - Análise de documentos do habilitante.

27 de setembro de 2012.

Resultado Final da Fase II – Análise da documentação do habilitante.

Convocação para Fase III – eleição dos candidatos habilitados.

22 de outubro.

Eleição dos Candidatos

2 de dezembro

Resultado Final da Fase III – Eleição dos Candidatos.

Convocação para a Fase IV – Curso de Formação.

4 de dezembro

Fase IV – Curso de Formação

10 a 14 de dezembro

Resultado Final do Processo de Escolha

19 de dezembro

 

Diário Oficial do Distrito Federal Nº 151 terça-feira, 31 de julho de 2012


5. DA ENTREGA DOS DOCUMENTOS COMPROBATÓRIOS

5.1 O habilitante aprovado no exame de conhecimentos específicos deverá apresentar cópias autenticadas ou cópias simples dos documentos (que serão conferidas no ato da entrega, à vista dos originais), além das declarações previstas no seguinte quadro:

REQUISITOS

DOCUMENTO

I - Reconhecida idoneidade moral

- Certidões expedidas pelos distribuidores civis e criminais das Justiças Distrital e Federal;

- Atestado de antecedentes criminais expedidos pela Polícia Civil e Polícia Federal;

- Certidão de crimes eleitorais expedida pela Justiça Eleitoral;

- Certidão de crimes militares;

-Certidão Negativa expedida pelo Banco Central do Brasil.

II - Idade superior a 21 (vinte e um) anos, na data da posse

- Cédula ou Carteira de Identidade expedida por autoridade civil, profissional ou militar.

III - Residência há mais de dois anos na área de atuação do Conselho Tutelar, a ser comprovada na data da apresentação da candidatura

- Declaração de residência, conforme modelo disponibilizado pela Secretaria da Criança.

IV - Ensino médio completo

- Certificado de conclusão de curso do ensino médio ou curso superior.

V – Pleno gozo dos direitos políticos

- Certidão de quitação eleitoral expedida pela Justiça Eleitoral.

VI - Experiência na promoção, proteção e defesa dos direitos da criança e do adolescente, por, no mínimo, 1 (um) ano, mediante declaração emitida por entidade registrada no CDCA-DF ou no Conselho de Assistência Social do Distrito Federal - CAS/ DF ou ainda, por instituição de assistência social, educação ou saúde, na qual conste a função e as atividades exercidas pelo habilitante

Atividades remuneradas:

-Declaração autenticada, conforme modelo disponibilizado pela Secretaria da Criança;

- Contrato de trabalho ou carteira de trabalho.

Atividades não remuneradas:

- Atas, ato constitutivo ou estatuto da entidade que comprove as atividades exercidas pelo habilitante.

- Declaração autenticada, conforme modelo disponibilizado pela Secretaria da Criança.

Observação:

- Fica dispensado de comprovar este requisito o habilitante que tenha exercido a função de conselheiro tutelar.

VII - Foto

- 01 (uma) foto digital tamanho 5 x 7 cm (preto e branco ou colorida) para uso do CDCA-DF no processo eleitoral.

Retratação da IstoÉ

"A Revista IstoÉ se retratou, sabia que o Deputado Reguffe não tinha feito nada de errado…
Diferentemente do publicado na coluna Brasil Confidencial (ISTOÉ 2229), o deputado José Antônio Reguffe (PDT/DF) não foi nomeado por ato secreto no Senado e tampouco foi funcionário fantasma. Reguffe efetivamente trabalhou no período de dois anos que passou no Senado e sua nomeação para a liderança do PSDB foi publicada no “Diário do Senado” em 17/12/1998."

 

Fonte: Revista ISTOÉ – Edição 2230 – 08 AGO/2012 – Pág. 16

Link onde a matéria veiculada na coluna Brasil Confidencial. Clique Aqui!

A Revista IstoÉ veiculou uma informação errada do Deputado Federal José Antonio Reguffe (PDT- DF) a matéria qual retirei do nosso Portal junto com outros comentários.

Apenas damos nosso ponto de vista em matérias veiculadas por empresas ditas "serias" que passam informação em suas mídias e matérias assim deste porte não podemos deixar de comentar e dar nosso ponto de vista.

Peço desculpas a todos pela matéria postada erradamente mais cedo.

Israel Gonçalves Ribeiro Carvalho
Responsável pelo Portal Gama Cidadão




O próprio Deputado Reguffe, ligou para o Gama Cidadão explicando a verdade dos fatos. O deputado disse o seguinte: “Apesar de fazer um pouco de tempo, graças a Deus tenho como provar as minhas nomeações, quando trabalhei no Congresso, foram publicadas no Diário Oficial”. Reguffe ainda nós enviou copia dos documentos e publicação de jornal da época que provam isso e mostram em trabalho.


NOTAS:

Folha de São Paulo - terça-feira, 16 de março de 1999

Nomeação do Reguffe