Gama Cidadão | O Seu Portal de Notícias e Cidadania

Sex01202017

Last updateSeg, 09 Jan 2017 9am

Portuguese Arabic English French German Japanese Spanish

As verdades e mentiras da política do DF



1 - Uma pesquisa qualitativa que circula em alguns gabinetes tem uma revelação surpreendente: o senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) não está bem na fita como ele imagina, principalmente para uma possível disputa pelo GDF em 2014.

2 – Os ex-governadores Joaquim Roriz, Rogerio Rosso e José Roberto podem estar no mesmo grupo político nas eleições de 2014. O difícil é unir todas as vaidades. ...

3 – O ex-deputado federal e presidente do DEM, Alberto Fraga, já bateu o martelo: será candidato ao GDF em 2014 contra quem quer que seja.

4 – Com um péssimo desempenho na pesquisa qualitativa que circula em alguns gabinetes, adversários do ex-governador Rogério Rosso garantem que ele trabalha com a possibilidade de ser vice de algum candidato, seja da direita, centro ou esquerda.

5 – A atual deputada federal Jaqueline Roriz já teria definido o seu novo caminho: disputará uma vaga de deputada distrital nas eleições de 2014.

6 – Apesar de ser denunciado na Caixa de Pandora, o deputado distrital Rôney Nemer (PMDB) não desistiu da ideia de ser conselheiro do Tribunal de Contas do DF. Espera contar com a ajuda definitiva do vice-governador Tadeu Filippelli (PMDB).

7 – Aliados do ex-governador José Roberto Arruda comentam que já foi dada a “ordem” para que o ex-deputado distrital Raimundo Ribeiro trabalhe para assumir o comando do PSDB no DF. A ideia é afastar Márcio Machado e abrir caminho para Arruda.

8 – O suplente de deputado distrital Paulo Roriz esta insatisfeito no DEM, onde não está conseguindo espaço para trabalhar. Fala-se que ele aguarda um sinal do ex-governador José Roberto Arruda para saber o seu novo caminho partidário.

9 – O bispo Robson Rodovalho não desistiu da política. Ele trabalha para lançar seu fiel escudeiro Rodrigo Delmasso como candidato a deputado distrital. Rodovalho promete trabalhar mais para Delmasso do que trabalhou para eleger o ex-deputado Leonardo Prudente.

10 – O dublê de ator e deputado Cláudio Abrantes estaria com os dois pés no PSB de Rodrigo Rollemberg.

11 – O padre Moacir (leia-se o organizador Pentecostes) pretende lançar em 2014 o atual deputado distrital Washington Mesquita para deputado federal e o administrador de Taguatinga, Carlos Jales, para deputado distrital.

12 – O suplente de deputado distrital Siqueira Campos (PSC-DF) está totalmente perdido na Câmara Legislativa.

13 – A irmã do ex-deputado Junior Brunelli acaba de trocar de sobrenome. De Lilian Brunelli passou a usar o sobrenome de Figueiredo e já diz que será candidata a deputada distrital.

14 – Alguns comentários do suplente de deputado distrital Siqueira Campos (PSC) desperta no deputado Dr. Michel (PEN) os sentimentos mais primitivos.

15 – O deputado licenciado Alírio Neto, hoje ocupando a secretaria de Justiça do DF, pode ser a carta na manga do governador Agnelo Queiroz para ficar livre do cabo Patrício.

16 – O deputado Cristiano Araújo passa por um terrível dilema: retornar para a Secretaria de Ciência e Tecnologia, que tem um belo orçamento, ou ir para a Secretaria de Trabalho.

17 – O presidente da Câmara Legislativa, Patrício, trabalha para recuperar o tempo perdido com seus aliados na Polícia Militar do DF.

18 – O deputado Cláudio Abrantes anda irritadíssimo com os comentários nas redes sociais da eminente queda do administrador de Planaltina, seu protegido político. O curioso é que os boatos estão saindo da própria administração. É o que se pode chamar de trabalhando com o inimigo.

19 – O cômico deputado distrital Olair Francisco é outro que anda “descontente” com a política, mas não tem coragem de abandonar o posto. Na dúvida, alguns funcionários estão procurando abrigo em outros gabinetes.

20 – O diretor do Detran, José Alves Bezerra, estaria em contagem regressiva. Tanto que já comprou até um pequeno kit para limpar as gavetas.

21 – A leitura do Diário Oficial do DF se tornou uma rotina obrigatória de secretários do GDF e de administradores regionais.

22 – Denunciado na Caixa Pandora, o deputado distrital Aylton Gomes sonha em desembarcar na Secretaria de Trabalho.


23 – Atenção Cristiano Araújo! O deputado distrital Professor Israel quer a Secretaria de Ciência e Tecnologia.

24 – Doutor Charles sonha com uma vaga no GDF.

25 – O deputado distrital Joe Valle reclamava da falta de espaço no GDF. Agora ganhou a administração do Lago Norte. Literalmente, Valle agora é um deputado sustentável.

26 – Uma pesquisa qualitativa recente mostra que o governador Agnelo Queiroz terá que trabalhar muito para se reeleger. E o trabalho começa com a escolha de um vice.

27 - Até que ponto o secretário de Saúde do DF, Rafael Barbosa, e o secretário adjunto Elias Fernando Miziara estão realmente afinados?

28 - A administradora de São Sebastião, Janine Barbosa, não resistirá a reforma que o governador Agnelo Queiroz vem fazendo nas administrações regionais. A população da cidade já fez até manifestação contra a permanência de Janine.

29 – Aliados garantem que não tem como o ex-governador Joaquim Roriz ficar fora do debate político as eleições de 2014. Além do potencial eleitoral, Roriz tem duas filhas parlamentares, uma distrital (Liliane Roriz) e outra federal (Jaqueline Roriz).

30 – A pesquisa qualitativa que está circulando em alguns gabinetes não consegue identificar o senador Gim Argelo com potencial eleitoral disputar o GDF nas eleições de 2014.

Fonte: Estação da Notícia - 14/08/2012

Distrito Federal inicia processo de escolha dos candidatos ao cargo de Conselheiro Tutelar

Você sabia que os conselheiros tutelares são eleitos a cada três anos pela população, em cada região administrativa? O Conselho Tutelar tem o objetivo de proteger crianças e adolescentes ameaçados ou que têm os direitos em risco.

As inscrições dos candidatos vão até o dia a próxima quarta-feira (15), no site da Secretaria da Criança (www.crianca.df.gov.br). São cinco vagas para membros titulares

e cinco para suplentes em cada um dos 33 Conselhos Tutelares do DF.

Para se candidatar a pessoa deve ter 21 anos ou mais, morar há mais de dois anos na cidade onde for concorrer e ser aprovada em prova de conhecimento específico do cargo, entre outras exigências.

Além de proteger menores ameaçados, o Conselho Tutelar também orienta familiares e aciona autoridades em casos de violação dos direitos estabelecidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente.


Diário Oficial do Distrito Federal
Nº 151 terça-feira, 31 de julho de 2012

CRONOGRAMA DO PROCESSO DE ESCOLHA

FASE

DATA PROVÁVEL

Período de Inscrição dos Candidatos.

3 a 15 de agosto de 2012.

Fase I - Edital do Exame de Conhecimentos Específicos.

15 de agosto de 2012.

Resultado Final da Fase I - Exame de conhecimentos específicos.

Convocação para Fase II - Análise de documentos do habilitante.

27 de setembro de 2012.

Resultado Final da Fase II – Análise da documentação do habilitante.

Convocação para Fase III – eleição dos candidatos habilitados.

22 de outubro.

Eleição dos Candidatos

2 de dezembro

Resultado Final da Fase III – Eleição dos Candidatos.

Convocação para a Fase IV – Curso de Formação.

4 de dezembro

Fase IV – Curso de Formação

10 a 14 de dezembro

Resultado Final do Processo de Escolha

19 de dezembro

 

Diário Oficial do Distrito Federal Nº 151 terça-feira, 31 de julho de 2012


5. DA ENTREGA DOS DOCUMENTOS COMPROBATÓRIOS

5.1 O habilitante aprovado no exame de conhecimentos específicos deverá apresentar cópias autenticadas ou cópias simples dos documentos (que serão conferidas no ato da entrega, à vista dos originais), além das declarações previstas no seguinte quadro:

REQUISITOS

DOCUMENTO

I - Reconhecida idoneidade moral

- Certidões expedidas pelos distribuidores civis e criminais das Justiças Distrital e Federal;

- Atestado de antecedentes criminais expedidos pela Polícia Civil e Polícia Federal;

- Certidão de crimes eleitorais expedida pela Justiça Eleitoral;

- Certidão de crimes militares;

-Certidão Negativa expedida pelo Banco Central do Brasil.

II - Idade superior a 21 (vinte e um) anos, na data da posse

- Cédula ou Carteira de Identidade expedida por autoridade civil, profissional ou militar.

III - Residência há mais de dois anos na área de atuação do Conselho Tutelar, a ser comprovada na data da apresentação da candidatura

- Declaração de residência, conforme modelo disponibilizado pela Secretaria da Criança.

IV - Ensino médio completo

- Certificado de conclusão de curso do ensino médio ou curso superior.

V – Pleno gozo dos direitos políticos

- Certidão de quitação eleitoral expedida pela Justiça Eleitoral.

VI - Experiência na promoção, proteção e defesa dos direitos da criança e do adolescente, por, no mínimo, 1 (um) ano, mediante declaração emitida por entidade registrada no CDCA-DF ou no Conselho de Assistência Social do Distrito Federal - CAS/ DF ou ainda, por instituição de assistência social, educação ou saúde, na qual conste a função e as atividades exercidas pelo habilitante

Atividades remuneradas:

-Declaração autenticada, conforme modelo disponibilizado pela Secretaria da Criança;

- Contrato de trabalho ou carteira de trabalho.

Atividades não remuneradas:

- Atas, ato constitutivo ou estatuto da entidade que comprove as atividades exercidas pelo habilitante.

- Declaração autenticada, conforme modelo disponibilizado pela Secretaria da Criança.

Observação:

- Fica dispensado de comprovar este requisito o habilitante que tenha exercido a função de conselheiro tutelar.

VII - Foto

- 01 (uma) foto digital tamanho 5 x 7 cm (preto e branco ou colorida) para uso do CDCA-DF no processo eleitoral.

Revista ISTOÉ reconheceu o erro e retirou a matéria do site "A falência da ética"

Retratação da IstoÉ

"A Revista IstoÉ se retratou, sabia que o Deputado Reguffe não tinha feito nada de errado…
Diferentemente do publicado na coluna Brasil Confidencial (ISTOÉ 2229), o deputado José Antônio Reguffe (PDT/DF) não foi nomeado por ato secreto no Senado e tampouco foi funcionário fantasma. Reguffe efetivamente trabalhou no período de dois anos que passou no Senado e sua nomeação para a liderança do PSDB foi publicada no “Diário do Senado” em 17/12/1998."

 

Fonte: Revista ISTOÉ – Edição 2230 – 08 AGO/2012 – Pág. 16

Link onde a matéria veiculada na coluna Brasil Confidencial. Clique Aqui!

A Revista IstoÉ veiculou uma informação errada do Deputado Federal José Antonio Reguffe (PDT- DF) a matéria qual retirei do nosso Portal junto com outros comentários.

Apenas damos nosso ponto de vista em matérias veiculadas por empresas ditas "serias" que passam informação em suas mídias e matérias assim deste porte não podemos deixar de comentar e dar nosso ponto de vista.

Peço desculpas a todos pela matéria postada erradamente mais cedo.

Israel Gonçalves Ribeiro Carvalho
Responsável pelo Portal Gama Cidadão




O próprio Deputado Reguffe, ligou para o Gama Cidadão explicando a verdade dos fatos. O deputado disse o seguinte: “Apesar de fazer um pouco de tempo, graças a Deus tenho como provar as minhas nomeações, quando trabalhei no Congresso, foram publicadas no Diário Oficial”. Reguffe ainda nós enviou copia dos documentos e publicação de jornal da época que provam isso e mostram em trabalho.


NOTAS:

Folha de São Paulo - terça-feira, 16 de março de 1999

Nomeação do Reguffe


Portal Gama Cidadão