Andando pelas ruas, avenidas, estradas e demais vias de Gama uma cena se mostra comum. Independentemente do local, animais de pequeno porte, em especial cães e gatos, circulam livremente sem nenhum cuidado ou atenção.

Sem donos, eles vagam dia e noite pela cidade à procura de água, comida ou, simplesmente, de alguém que lhes dê um pouco de atenção. Esse cenário, além de doloroso para os bichinhos, representa um grave problema de saúde pública para a cidade e ao meio ambiente.

Atualmente não há uma estimativa do número de cães e gatos de rua que a cidade “abriga”. Os riscos são grandes para a população e envolvem as zoonoses, acidentes, tanto envolvendo veículos e motocicletas, quanto os acidentes causados diretamente pelos animais, mordeduras e demais agravos.

Já os animais sofrem com a fome, a sede e maus tratos. Para citar um exemplo, no centro da cidade, bem na porta do Hospital Regional do Gama (HRG) cachorros ficam zanzando por ali em meio as pessoas. Além da sujeira, são possíveis portadores de doenças, parasitas, pulgas e carrapatos. Não fosse só isso há denúncias de que alguns animais são agressivos e andaram atacando pessoas que passam pelo local. Fora as brigas que ocorrem entre eles mesmos, principalmente quando tem fêmea no cio.

Em março desse ano o Gama Cidadão publicou uma denúncia sobre estes cachorros que causam transtornos na porta do Hospital do Gama. Porém até hoje nada de efetivo foi feito.

Leia a matéria aqui.

Moradores do Gama reclamaram da falta de controle desses animais por parte do poder público e da Administração Regional. As queixas são por toda a cidade.
 

ONG na cidade tenta ajudar na solução do problema

O abrigo Fauna e Flora é uma instituição que acolhe e cuida de animais de rua. A entidade, que vive de doações, foi recentemente visitada pelo apresentador de TV Luciano Huck, e teve uma participação em um dos quadros do programa Caldeirão do Hulk. Essa ajuda do Luciano com a aparição na TV aberta fez com que a entidade ganhasse muita visibilidade.

A reportagem do Gama Cidadão esteve visitando a ONG. A voluntária, Orcileni Arruda, nos mostrou todo o trabalho por eles realizados e contou que a instituição acolhe centenas de cães e gatos em situação de risco, vítimas de abandono e maus-tratos. No local, os animais recebem cuidados e, posteriormente, são encaminhados à adoção.
 

Um pedido de ajuda

Orcileni Arruda, entrou em contado com a nossa redação pedindo que gravássemos outro vídeo com o propósito de relatar que o abrigo está sem condições de receber novos animais. Após repercussão da reportagem na TV mais animais passaram a chegar na ONG, que atualmente ja abriga, 600 animais e não tem condições de receber novos bichos.

Feira de Adoção

A ONG realiza todo os sábados na quadra 108 Sul, rua da Igrejinha Nossa Senhora de Fátima, uma feira de adoção. A feira acontece na área comercial da quadra. Os visitantes podem escolher o animal preferido e levar para casa.

Toda ajuda é bem-vinda

O abrigo é mantido com ajuda de voluntários. O interessado em colaborar pode fazer de várias formas, ajudando na limpeza e manutenção do local ou doando ração e medicamentos. Quem deseja ajudar na manutenção, é realizado todo último domingo de cada mês uma ação dentro da entidade. Os ajudantes participam da limpeza e higienização de todo o ambiente, bem como canis e pátio.

Quer ajudar? Acesse o site da ONG, clique aqui.
 

Assistam o vídeo da visita do portal Gama Cidadão ao abrigo Fauna e Flora:

Veja nossa galeria de fotos, clique aqui!


Reportagem do Caldeirão do Huck. Leia mais: http://bit.ly/2kxB7iM

 

Por: Lucas Lieggio
Da redação do Gama Cidadão.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar