Marcelo Gonçalo, da Redação do Blog Gamas - 21 de Julho de 2016 16:41

Jogando com muita raça, o Gama se igualou ao Santos e segurou um empate sem gols com o time paulista pela terceira fase da Copa do Brasil. Com o resultado o Gama não só mantém a escrita de jamais ter perdido para o Santos como também joga toda a pressão para o adversário no jogo de volta marcado para a semana que vem. Agora para avançar para as oitavas de final basta ao Gama um simples empate com gols ou uma vitória simples. Já o Santos precisa da vitória a qualquer custo para passar de fase. Novo 0x0 leva a decisão para os pênaltis.

A postura do Santos em campo levava a crer que o time paulista acreditava que venceria com facilidade o único time sem divisão na Copa do Brasil. Porém mesmo com o brilho do meia Lucas Lima diversas vezes convocado para a Seleção Brasileira, o time paulista caiu no bem montado esquema defensivo proporcionado pelo técnico Reinaldo Gueldini. Jogando fechado e explorando a velocidade nos contra ataques, o alviverde igualou o jogo e também teve oportunidades de sair vencedor no duelo.

A torcida do Gama mais uma vez fez um grande espetáculo e lotou as arquibancadas Leste e Sul (os ingressos para estes setores acabaram pouco depois das sete da noite). Na arquibancada Norte a torcida do Santos também compareceu em bom número o que deu mais importância à partida. Com bola rolando o Santos cadenciava o jogo, dominou as ações e o Gama marcava muito bem. Porém sozinho no ataque, o artilheiro Roberto Pitio também foi presa fácil para a qualificada defesa santista.

O Gama teve duas boas oportunidades no começo do jogo quando Jeferson Paulista mandou para a área mas Eduardo chegou atrasado. A resposta veio nos pés de Lucas Lima que recebeu passe pela esquerda e soltou a bomba na direção ao gol. Maringá defendeu de peito e a bola foi para fora. Poucos minutos depois Léo Citadini fez fila na pequena área e tocou na medida para Rodrigão chutar no canto esquerdo de Maringá mas para fora. No final do primeiro tempo Roberto Pitiio captou um chutão da zaga gamense e mesmo na companhia de dois companheiros preferiu ir direto ao gol perdendo grande oportunidade. No último bom momento do Gama, o lateral direito Dudu Gago fez grande jogada de linha de fundo e ao invés de tocar preferiu chutar a gol acertando a rede pelo lado de fora.

No segundo tempo o Santos voltou mais determinado e por pouco não marca o primeiro gol. Copete recebeu passe de Victor Ferraz, driblou dois marcadores e cruzou rasteiro para a área. Ferraz recebeu e ajeitou para Léo Citadini que veio de trás mas Pedrão salvou em cima da linha e a zaga chutou para longe aliviando o perigo. O veloz atacante colombiano ainda deu outro susto quando recebeu passe no bico da grande área e chutou cruzado. Maringá mais uma vez fez grande defesa.

O Santos insistiu a por muito pouco não abriu o placar. Lucas Lima recebeu passe por cobertura, dominou e chutou. Maringá se atirou na bola e conseguiu fazer a defesa parcial. Na sobra Rodrigão chutou na rede pelo lado de fora. Gueldini então mexeu no time colocando o garoto Ítalo e o atacante Raone, mas o Gama não chegou a ameaçar o gol defendido por Vanderlei.

Ao final da partida alguns torcedores atiraram bombas e sinalizadores para dentro do campo. Outros torcedores foram conter a ação e acabaram entrando em confronto. A polícia foi acionada e separou os brigões. Mas do lado de fora a PM teve muito trabalho para oferecer segurança à torcida do Santos jogando bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral. Resta saber se o que foi relatado em súmula não irá prejudicar o alviverde em competições futuras.

Ficha Técnica:

GAMA X SANTOS-SP
Quarta-feira, 21 de Julho de 2016.
Estádio Bezerrão, Gama-DF, 21:45h

ARBITRAGEM: Adriano Milczvski  (PR), Ivan Carlos Bohn (A1) e Luciano Roggenbaum (A2)

Gama:

Maringá; Dudu Gago, Pedrão, Murilo e Felipe Assis; Eduardo, David, Michel Pires, Marcos Baiano (Marlos) e Jeferson Paulista (Ítalo); Roberto Pitio (Raone).
Técnico: Reinaldo Gueldini

Santos-SP

Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Caju; Yuri, Léo Citadini (Vecchio) e Lucas Lima; Vitor Bueno (Paulinho), Copete e Rodrigão (Joel).
Técnico: Dorival Júnior


Gols: Não Houve.

Público e renda: 12.066 pagantes / R$ 293.139,00 
Cartões Amarelos: Gustavo Henrique, Paulinho e Lucas Lima (SAN).

Cartões Vermelhos: Não Houve.

Gamão fez uma grande partida diante do Paysandu pela final da Copa Verde 2016, no estádio Bezerrão, no nosso caldeirão, ontem (10). O alviverde venceu a partida por 2 a 1, mas infelizmente não levantou o troféu. O jogo foi emocionante do início ao fim, com expulsões dos dois lados e um verdadeiro clima de decisão. Logo no começo da partida, o lateral Raí acertou um chute de longe, sem chance para o nosso goleiro Pereira. Paysandu 1 a 0. Na etapa final, com a força da nossa torcida, Gamão conseguiu virar a partida com dois gols do artilheiro Rafael Grampola. 2 a 1. Como o primeiro jogo o Paysandu venceu por 2 a 0 e no placar agregado deu 3 a 2, para o time paraense. Gama lutou até o fim, e mostrou a força do elenco e principalmente da torcida com 9.090 pagantes no estádio.

 

Próximo jogo do alviverde será no próximo sábado (14), às 17h, diante do América/RN, pelo primeiro jogo da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA

GAMA 2 x 1 Paysandu – (volta) Final – Copa Verde 2016.

Público Pagante: 9.090
Renda: R$ 120.830,00

Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha – GO
A1: Cristhain Passos Sorence – GO
A2: Leone Carvalho Rocha – GO
4º árbitro: Breno Vieira Souza – GO

GAMA:  Pereira, Dudu Gago (Adriano), Pedrão, Dudu (Formiga), João Paulo, Judvan Lucas (Ítalo), Miches Pires, Hericles, Fábio Gama, Raone e Rafael Grampola. Técnico: Reinaldo Gueldini.

Cartão amarelo: Dudu
Cartão vermelho: Raone.
Gol: Rafael Grampola (2)

Paysandu: Emerson, Roniery, Fernando Lombardi, Gualberto, Raí (Rodrigo Andrade), Lucas, Ricardo Capanema, Augusto Recife, Celsinho, Fabinho Alves (Raphael Luz) e Leandro Cearense. Técnico: Dado Cavalcante.

Cartão amarelo: Emerson, Roniery, Raí, Lucas, Augusto Recife.
Cartão vermelho: Ricardo Capanema.
Gol: Raí.

Douglas Oliveira – Assessoria de Comunicação/ SEG

Douglas Oliveira – Assessoria de Comunicação/ SEG

Em partida excelente, Gamão venceu a Aparecidense por 3 a 1, fora de casa, pelo jogo de ida das semifinais da Copa Verde, no estádio Serra Dourada. Grampola, Dudu Gago e Eric marcaram os gols do alviverde.

 

FICHA TÉCNICA:

Aparecidense 1 x 3 GAMA – (ida) semifinais – Copa Verde.

Árbitro: Wagner Reway-MT
A1: Marcelo Grando–MT
A2: Sérgio Alexandre da Silva-MS 
4º árbitro: Roberto Giovanny Oliveira-GO

GAMA: Pereira, Dudu Gago, Pedrão, Dudu, Makeka; Tiago Gaúcho, Judvan Lucas, Abuda (Formiga), Fábio Gama (Michel), Michel, Grampola (Eric). Técnico: Arthur Bernardes.

Cartão amarelo: Abuda.
Gol: Grampola, Dudu Gago e Eric.

Aparecidense: Busatto; Clayton Salles; Filipe, Anderson Santos; Chiquinho; Jeferson (Rychely) , Geovane, Washington e Robert; Jarlan (Dinei) e Careca (Cadu). Técnico: Márcio Azevedo.

Cartão amarelo: Filipe, Anderson Santos e Careca.
Gol: Careca.

 

Douglas Oliveira, Da Redação do Se Gama

Com um gol do zagueiro Eduardo, marcado logo aos nove minutos do primeiro tempo, a Sociedade Esportiva do Gama venceu o Santa Maria, por 1 a 0, ontem (20) à tarde, no estádio Bezerrão, pela nona rodada do Campeonato Candango. Mesmo sendo um resultado apertado, acabou sendo justo e deixou o time alviverde na vice-liderança, com 17 pontos, três atrás do Luziânia, com 20. Gamão está classificado à próxima fase do Candangão.

O primeiro tempo foi movimentado e com os dois times procurando o gol. O Gama, por estar atuando diante do seu torcedor, mesmo o mando de campo sendo do Santa Maria, teve as melhores chances. O técnico do Gama, Arthur Bernardes, colocou a campo uma equipe bastante ofensiva e o gol saiu logo no começo da partida, aos nove minutos, o zagueiro Eduardo, de cabeça, abre o placar, após belo cruzamento do meia Fábio Gama. 1 a 0.

Aos 15 minutos, o nosso artilheiro Rafael Grampola saiu da partida sentindo uma fisgada na coxa direita. Somente aos 29 minutos, Santa Maria teve uma boa oportunidade, Gordo cobra falta e a bola raspa o travessão de Pereira. Aos 35, o lateral direito Dudu Gago faz boa jogada no meio de campo e deixou Formiga na cara do gol. O atacante gamense chuta para fora.

No segundo tempo, pouco mudou. Aos 16, em contra-ataque armado por Maike do Santa Maria, Lucas recebe pela direita e chuta cruzado. Pereira espalma e a bola bate no travessão. O jogo seguiu sem grandes oportunidades até o árbitro decretar o fim do confronto.

O Gama volta a campo, pelo Candangão, no próximo domingo (27), para enfrentar o Sobradinho, às 15h30, no estádio Augustinho Lima. Mas antes, Gamão joga pela Copa Verde, diante do Vila Nova-GO, no estádio Serra Dourada, na quinta-feira (24), às 19h, pelo primeiro jogo das quartas-de-final.

Contusão.

O atacante Rafael Grampola vai passar por exames no clube hoje (21) à tarde, para saber a gravidade da sua lesão.

 

Repúdio.

A nossa torcida organizada, Ira Jovem Gama levantou uma grande faixa no meio da galera repudiando a utilização do nosso caldeirão para o futebol americano.

FICHA TÉCNICA:

Estádio Bezerrão

Público pagante: 2.181

Renda: R$ 19.660,00

Árbitro: Gildevan Lacerda
A1: José Sabino
A2: Lehi Sousa
4 º árbitro: José Neto

SANTA MARIA: Hanz, Rafael (Bahia), Moacri, Bruno, Adelso; Maike, Lucas (Jean), Gordo, Val; Maycon (Guga) e Gazito. Técnico: Christian Ramos.

GAMA: Pereira, Dudu Gago, Pedrão, Eduardo, Makeka; Lucas, Michel Pires, Hericles (Marlos); Formiga (Dodô) e Grampola (Raone). Técnico: Arthur Bernardes.

Douglas Oliveira, Da Redação do Se Gama

A Sociedade Esportiva do Gama precisava apenas de um empate por 0 a 0 para garantir a classificação para a próxima fase da competição. O time alviverde fez mais do que isso. Jogando dentro de casa, o Periquito venceu o Interporto-TO por 3 a 0, no estádio Bezerrão, em mais uma grande noite do atacante Rafael Grampola, marcando dois golaços na partida. Outro destaque, foi o meia Fábio Gama, autor de um gol, e dando qualidade técnica no jogo. O Mais Querido do DF conseguiu a vaga nas quartas de final da Copa Verde.

O JOGO

Jogando dentro do seu caldeirão, Gama já impôs o seu ritmo logo aos três minutos de jogo, o lateral direito Dudu Gago cruza na área, o atacante Rafael Grampola resvala na bola e o goleiro Robinho do Interporto fez a defesa. Nosso Gamão teve muita posse de bola no primeiro tempo, sob o comando do técnico interino Reinaldo Gueldini, fez com que a equipe jogasse com mais velocidade no ataque. Aos 31 minutos, Grampola chuta de fora da área, exigindo a boa defesa do goleiro adversário. Aos 34, após confusão na área, Michel chuta forte, e o goleiro tocantinense fez linda ponte e espalmou a bola.

Na volta do intervalo, o Gamão voltou ainda mais agressivo. Aos três minutos, o lateral direito Dudu Gago faz boa jogada, toca para Fábio Gama. O meia cruza e Grampola abre o placar, para alegria dos torcedores gamenses. 1 a 0.

O gol deu tranquilidade ao Gama que ampliou o resultado com Fábio Gama, aos 16. O placar foi fechado aos 39, com Grampola novamente, o melhor jogador da partida. Após o apito final, o elenco fechou uma roda no meio do campo e não escondeu o alívio pela vitória.

O destaque da partida, o artilheiro Rafael Grampola avalia o grande jogo. “É isso ai, eu consegui fazer os gols e ajudar a minha equipe, agora é o Santa Maria pelo Candangão” finaliza o centroavante.

 

FICHA TÉCNICA:

GAMA: Pereira, Dudu Gago, Pedrão, João Paulo (Eduardo), Makeka; Lucas, Abuda (Tiago Gaúcho), Michel Pires (Dodô), Fábio Gama; Formiga e Grampola. Técnico: Reinaldo Gueldini.

Cartão amarelo: Lucas

INTERPORTO-TO: Robinho, Dudu (Paje), Levi, Dentinho, Israel, Magal, Maicon (Gui), Richardosn, Rodrigo, Wesley, João Paulo (Paulista). Técnico: Carlos Magno

Cartão amarelo: Magal, Wesley.

Público: 2.377 pagantes.

Renda: R$ 23.916,00.

Árbitro: Devarly Lira do Rosário-ES
A1: Lucas Modesto-DF
A2: Lucas Guerra-DF
4º árbitro: Vanderlei Soares-DF

Gama aguarda o seu próximo adversário na Copa Verde no jogo entre Vila Nova-GO e Luverdense-MT. No primeiro jogo, a equipe goiana venceu por 4 a 0. A partida de volta acontecerá amanhã (17), no estádio Passo das Emas, mando de campo da equipe mato-grossense.

O próximo jogo do Gama no Candangão será contra o Santa Maria, no domingo (20), no Bezerrão, às 16h, pela 9ª rodada.

Da redação do SE Gama, por Douglas Oliveira - 15/03/2016

Um dia após a saída de Amedeo Mangone, a Sociedade Esportiva do Gama tem um novo técnico. Nesta terça-feira (15), através do nosso diretor de futebol, Vilson de Sá, o clube alviverde anuncia a contratação do experiente treinador, Arthur Bernardes. O profissional, que estava no Gangwon da Coréia do Sul, será apresentado hoje, às 15h30, no estádio Bezerrão.

No comando do time, Arthur Bernardes, de 60 anos, que possui vasta experiência no futebol nacional e estrangeiro, deve dirigir a equipe somente no domingo (20), diante do Santa Maria, pela 9ª rodada do Campeonato Candango. Para amanhã, diante do Interporto-TO, pela Copa Verde, Reinaldo Gueldini será o comandante do Gamão.

Currículo:

1988 – Madureira
1989 – América – MG
1990 – Atlético Mineiro
1991 – Sport
1991 – América – SP
1992 – Fluminense
1992 – Goiás
1993 – Marília
1994 – Bahia
1994-1995 - CF União/POR
1995 – Flamengo (assistente)
1996 - Al-Riyadh
1996-1998 -  Al-Wasl
1999 - Dubai Club
2000 - Alianza Lima
2001-2002 - Al-Shabab
2002 – Botafogo
2003 - Dubai Club
2003-2004 - Al-Wasl
2005 - Atlético Petróleos Luanda- AGO
2006 – Marília
2007 – Juventus
2008-2009 - Jeju United-KOR
2010 - América-RJ
2011 - Duque de Caxias
2011 – Fortaleza
2013 - Atlético-PR (sub-23)
2014 – Gangwon - KOR