Atacante entra pela primeira vez na série D e garante vitória para o Gama

Jonatan Reis entra no segundo tempo e faz belo gol que dá vitória ao Alviverde - Foto: Carlos Júnior Garcia/SEG

Jonatan Reis teve sua primeira oportunidade pelo Gama na série D, e mostrou que tem estrela. Foi dos pés do  atacante que saiu o gol da primeira vitória Alviverde na competição, na partida contra o Villa Nova-MG, em Nova Lima, no último domingo (02). E por sinal, um belo gol. 

Ele recebeu um passe na medida, invadiu a área, deu um corte no zagueiro que caiu sentado. Aí, cara a cara com o goleiro adversário, encheu o pé direito e estufou as redes do Villa. "Joguei no futebol mineiro e sempre fiz gols por lá. Essa foi a segunda vez que jogo em Nova Lima, e pela segunda vez fazendo gol. O zagueiro me conhecia, jogamos juntos no Mamoré este ano, e esse drible tenho o costume de fazer, desta vez fui muito feliz em marcar", disse Jonatan.

Mesmo com o golaço, Jonatan coloca em primeiro lugar a vitória de virada por 3 a 2. "Tive a oportunidade de agradar com gol, mas o que mais importou foi tirar esse peso do Gama ainda não ter vencido, além do ataque não ter feito nenhum gol. Estar perdendo de 2 a 0 não é fácil, mas o grupo demonstrou que tem muita força para reverter situação", comentou.

A próxima partida do Gama na série D é diante do Duque de Caxias, às 20h, no estádio Bezerrão. O periquito é o vice-líder do grupo A6 com cinco pontos.

Fonte: Carlos Júnior Garcia - Assessoria de Comunicação SEG

Fora de casa, Alviverde vence Villa Nova-MG por 3 a 2 

Na tarde deste domingo (02), o Gama foi até a cidade de Nova Lima (MG) enfrentar o Villa Nova pela quarta rodada da série D. Melhor para o periquito que, de virada, venceu os mineiros por 3 a 2 no estádio municipal Castor Cifuentes. O resultado levou o Gamão para a segunda colocação do grupo A6 com cinco pontos, enquanto o adversário ainda não pontuou e ocupa a lanterna.

O jogo

O Villa Nova se aproveitou do mando de campo e conseguiu fazer dois gols em pouco mais de 30 minutos de jogo. O primeiro, saiu dos pés de Walter Minhoca, em cobrança de falta, aos 18 minutos. No lance, a bola desviou na cabeça de Luiz Ricardo, porém o árbitro validou o gol para Minhoca. Aos 31, Michel Douglas ampliou o marcador.

A reação do Alviverde começou de uma maneira inusitada. Dois minutos depois de levar o segundo gol, Leandro Costa sofreu pênalti. Na cobrança, o goleiro Thiago defendeu o chute de Rafael Grampola, só que a bola voltou nos pés do atacante que, na hora de finalizar sofreu nova penalidade, desta vez cometida por João Paulo. Diferente da primeira oportunidade, Grampola conseguiu diminuir no marcador, em chute no meio do gol, aos 35.

A volta do intervalo não poderia ser melhor para o Gama. Com apenas dois minutos, Leandro Costa tentou lançar Alekito, a bola foi parar nos pés do goleiro que, saiu mal, mas sem desistir da jogada, o esperto Alekito conseguiu atrapalhar o camisa 1 do Villa Nova, ganhou o lance e entrou com bola e tudo. 

Com o empate e o adversário visivelmente cansado, Gilson Granzotto queria o time a frente para sair com a vitória. Pela primeira vez na série D, Jonatan Reis entrou em campo e mostrou que tem estrela. Aos 31 minutos da etapa final, ele recebeu a bola, cortou o zagueiro e chutou forte, por cima do goleiro Thiago, dando números finais ao jogo.

"O mais importante além do gol e da vitória, foi a maneira que a equipe atuou dentro de campo. Estou muito feliz por tudo que aconteceu neste jogo e o resultado nos dá muita força para o decorrer do campeonato", disse Jonatan ao final da partida.

O Gama volta para o Distrito Federal na manhã desta segunda-feira (03). O voo que vai de Confins direto para a Capital Federal sai às 07:15. Na parte da tarde acontece a reapresentação da equipe no Centro de Treinamento Ninho do Periquito.

Fonte: Carlos Júnior Garcia - Assessoria de Comunicação SEG

Os atacantes gamenses buscam incessantemente a marcação de um gol na quarta divisão nacional

Gama, DF, 30 (AFI) – Um clube de futebol para conseguir grandes conquistas tem de ter um equilíbrio em seus vários setores. Por exemplo, caso a equipe esteja conseguindo se manter sem levar gols a oito partidas, mostra que seu esquema defensivo está funcionando corretamente. Mas se o ataque do time ainda não balançou as redes dos adversários, então alguma ação tem de ser tomada, pois a agremiação não vencerá suas partidas, só empatando os jogos. Este é o retrato do Gama-DF que disputou dois jogos nesta Série D do Campeonato Brasileiro não levando nenhum gol, mas também não marcou nenhum.

 

Os atacantes gamenses buscam incessantemente a marcação de um gol na quarta divisão nacional. O experiente atacante Rafael Grampola disse que: “É infelizmente ainda não comemoramos um gol e também, uma vitória. Mas vamos continuar persistindo e a qualquer hora isto deve acontecer”, disse o avante gamense.

Para a partida do próximo domingo, 16 horas no estádio Castor Cifuentes, em Nova Lima/MG diante do Villa Nova, o técnico Gilson Granzotto não conta com o lateral direito Dudu Gago, expulso diante do Crac-GO. O treinador gamense ainda não confirmou quem entra na vaga. O mais cotado é Zé Augusto que entrou no segundo tempo no empate diante do líder do grupo A6, o Crac-GO.

O Gama viaja no sábado no início da noite para Belo Horizonte. No domingo, de ônibus seguirá para Nova Lima, onde enfrentará o Villa Nova a partir das 16 horas, em partida válida pela quarta rodada da série D, grupo A6.

Fonte: Futebol Interior - 30/07/2015

Na análise do desempenho gamense, o empate em casa com o Botafogo-SP foi o resultado que não estava na programação gamense

Gama, DF, 27 (AFI) – Depois de dois empates na Série D do Campeonato Brasileiro, o Gama do Distrito Federal agora tem mais uma partida fora de casa. Enfrentará o Villa Nova-MG em Nova Lima, no próximo domingo, às 16 horas, pela 4ª rodada do Grupo A6 da competição.

O Gama vive dois extremos. Ainda não sofreu gols, sua defesa completou oito jogos sem ser vazada, mas em contra partida seu ataque ainda não funcionou. Foram dois empates em 0 a 0. A vitória é de fundamental importância no confronto diante do Leão do Bonfim de Minas Gerais.

Na análise do desempenho gamense, o empate em casa com o Botafogo-SP foi o resultado que não estava na programação gamense. A ordem era vencer em casa e buscar pontos fora de casa. Então, antes dos dois jogos seguidos em Brasília, a vitória diante do Villa Nova, em Minas Gerais, será de fundamental importância ao time candango.

O técnico Gilson Granzotto ficou bastante irritado com um torcedor que lhe jogou algo ainda em Catalão. Em entrevista à Rádio Comunidade do Gama, o treinador disparou. “Fizemos uma partida de muita luta e garra de nossos atletas. Jogamos grande parte do segundo tempo sem um jogador, com a expulsão do Dudu. Mesmo assim um torcedor vem nos tentar agredir jogando alguma coisa. Isto é muito ruim”, disse o treinador gamense.

FEDERAÇÃO BRASILIENSE NÃO RECEBEU OS LAUDOS DO BEZERRÃO

O próximo jogo do Gama dentro de seus domínios será dia 9 de agosto, às 16 horas, no Bezerrão diante do Duque de Caxias-RJ. O Gama pretende antecipar a partida para o sábado, 20 horas. Tudo isso caso a Secretaria de Esportes e Administração Regional do Gama enviem os laudos de engenharia para a Federação Brasiliense de Futebol até esta terça-feira, dia 28 de julho. Caso isso não ocorra, então a partida deve acontecer mais uma vez no estádio Nacional Mané Garrincha, no Plano Piloto de Brasília. 

Por Sérgio Porto

Fonte: Futebol Interior - 27/07/2015

Por Nur Omar Qua

Após a estréia com empate diante do Botafogo-SP no Estádio Nacional Mané Garrincha, o alviverde, que folgou na segunda rodada, volta a campo neste sábado em busca da primeira vitória na Série D do Campeonato Brasileiro. O alviverde encara o líder CRAC, que conquistou duas vitórias nas duas primeiras rodadas, diante do Villa Nova (1x0) em casa e a inesperada vitória diante do Botafogo-SP em Ribeirão Preto, também pelo placar mínimo.

Sem contar com cinco atletas na primeira rodada (Adilson Júnior, Gusttavo Henrique, Jesiel, Carlos Daniel e Leandro Costa), o técnico Gilson Granzzoto poderá com todos os atletas para a partida diante do CRAC. Algumas alterações poderão ocorrer na equipe. No gol, Adilson Júnior, que atuou como titular nos amistosos realizados no México, deverá assumir a camisa 01. O zagueiro Gusttavo Henrique deverá assumir a posição de Murilo, que já em sua estreia mostrou que irá brigar pela posição de titular na equipe. No ataque, Luan segue se recuperando da lesão. Caso não tenha condições de jogo, Carlos André ou Leandro Costa poderão assumir a posição.

A partida é de vida ou morte para o alviverde. A vitória colocará a equipe em uma boa colocação na tabela. Em caso de resultado negativo, a vida do alviverde ficará complicada, já que verá o rival se distanciar na tabela.

CRAC x Gama se enfrentam neste sábado, às 18h no Estádio Genervino da Fonseca, na cidade de Catalão. Os ingressos para a partida custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). Mulherem tem assegurado o direito a meia entrada.

Blog Gama Net - 22/07/2015

Alviverde fica no 0 a 0 contra o Coras

Na noite deste sábado (27), o Gama enfrentou o Coras, em Tepic (México), e o placar da partida terminou inalterado no estádio Olímpico de Santa Terezita. Embora tenha criado as melhores chances de gol e manter a maior posse de bola, principalmente no primeiro tempo, o periquito não conseguiu furar a defesa adversária.

Logo no início da partida, o atacante Grampola, sozinho, torceu o tornozelo e precisou ser substituído, dando lugar para Héricles. O camisa 9 irá fazer um raio-x neste domingo (28) para saber a gravidade da lesão.

O jogo também foi marcado pelas duras entradas dos mexicanos. "Aqui se joga duro mesmo, já tinha alertado sobre isso antes. Tiveram algumas jogadas que achei desnecessárias, até cheguei a reclamar com o árbitro, alguns lances que prejudicaram", lamentou o treinador Gilson Granzotto.

Além da troca forçada devido a contusão,  Granzotto promoveu outras cinco mudanças que foram feitas no decorrer do segundo tempo. Diferente do primeiro jogo da pré-temporada, onde o comandante Alviverde fez o rodízio com todos os jogadores, desta vez ele foi mais cauteloso devido a dificuldade maior imposta pelos mexicanos.

"Quanto mais aumenta a qualidade dos adversários, mais aumentam as dificuldades. Mas o importante é que o nosso time criou bastante oportunidades e foi superior o tempo todo", analisou Gilson.

Após a partida, a delegação gamense seguiu para Guadalajara. A próxima jornada do time será diante do Leones Negros - U.de G. -, na quarta-feira (01) as 11h (13h no horário de Brasília).

CORAS 0 x 0 GAMA

Estádio Olímpico Santa Teresita (Tepic, México)

Coras: García (Ponce), Esparza (Arana), Solorio (Quiróz), Hugo (Olvera), Echavarría (Orozco), Kalú (Huerta), Gonzáles (López), Hernández (Take), Mateus (Guzmán), Morales (Ramires) e Nuño (González). TEC: Enrique Miguel Albino

Gama: Adilson Jr, Dudu, Pedrão, Gusttavo, Rafinha, Baiano (Galhardo), Lucas (Makeka), Carlos André (Formiga), Alekito (Daniel), Luan (Leandro Costa) e Grampola (Hericles). TEC: Gilson Granzotto 

Fonte: Assessoria de Comunicação SEG por Carlos Júnior Garcia