O ex-ministro da Cultura e ex-secretário-geral do PT, Francisco Weffort, diz que o partido “deu um passo no descaminho” e foi engolido pelo corporativismo getulista

O cientista político Francisco Weffort, de 75 anos, é um dos pensadores mais respeitados do país. Ex-ministro da Cultura no governo de Fernando Henrique, fundador do PT e secretário geral do partido entre 1984 e 1988, Weffort voltou à vida acadêmica, como professor colaborador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Em entrevista a ÉPOCA, cujos principais trechos estão na edição desta semana da revista (conteúdo restrito para assinantes), ele fala sobre os grandes pecados do PT desde a sua fundação, em 1980, o papel do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesse processo e a crença no socialismo ainda existente entre os militantes do partido. Segundo Weffort, Lula “nunca autorizou” a defesa do socialismo pelo PT. “O Lula, na verdade, nunca falou muito de socialismo. Ele não sabe o que é isso”, afirma. ...

Leia mais ...

Por José Fucs

Fonte: Revista ÉPOCA - 09/03/2013

Dissidente petista e fundadora do PSOL, ex-senadora alagoana cai na Rede de Marina Silva e garante que em 2014 votará na companheira para a Presidência

Entrevista

A ex-senadora alagoana Heloísa Helena nunca aceitou passivamente as dinâmicas de partidárias em que se via incluída. Vice-governadora pelo PT de Alagoas em 1992, na chapa do então governador Ronaldo Lessa (PSB), cerca de dez anos depois deixaria o partido, com críticas às práticas petistas, para fundar o PSOL, sigla pela qual é vereadora recém-eleita com mandato até 2016. Mas, depois de mais divergências, já avisou que está de saída ainda neste primeiro semestre, indicando que será uma das estrelas do partido de Marina Silva, a Rede Sustentabilidade, que sábado (16) o pontapé inicial, em Brasília. Mas um aviso já foi feito por Heloísa, outrora presidenciável pelo mesmo Psol: não será fácil para Marina e sua trupe resistirem às vicissitudes da política.

“Eu aprendi, ao longo ao da árdua militância política, especialmente pelo estado onde eu vivo, que a tarefa é muito dura, dificílima. Mas o poder não muda ninguém, apenas revela quem essas pessoas efetivamente são”, declarou com exclusividade ao Congresso em Foco logo depois da formalização do nome da legenda ainda a ser criada por Marina. ... Leia mais

Por Fábio Góis

Fonte: Congresso em Foco - 17/02/2013

A polêmica entrevista do pastor Silas Malafaia no programa "De Frente com Gabi", que foi ao ar na noite deste domingo (3/2), repercutiu bastante nas redes sociais. O nome do pastor ficou entre os tópicos mais comentados do Twitter. Muitos tuiteiros se mostraram revoltados com as declarações de Malafaia sobre o homossexualismo.

Silas Malafaia, que é líder da igreja Assembléia de Deus - Vitória em Cristo, não fugiu de nenhuma polêmica. Além de rebater a reportagem da Revista Forbes, de que ele seria o terceiro pastor mais rico do Brasil, com um patrimônio de US$ 150 milhões, Malafaia combateu com veemência os homossexuais. ...

"Eu não acredito que dois homens e duas mulheres tenham a capacidade de criar um ser humano" e "Se tiver pastor homossexual, ele perde o cargo", disse. (Mais Goiás)

Fonte: Estação da Notícia - 04/02/2013

Leia mais "A tecnologia está nos transformando em animais"

Frank Partnoy

Professor americano defende que as pessoas se livrem do ritmo ditado pela internet e aproveitem o tempo para pensar antes de agir


CALMA
Para Partnoy, desde Roma e Egito antigos, os homens mais talentosos refletiam, e esse é o talento que nos separa dos animais

Em 2005, o jornalista americano Malcolm Gladwell lançou o livro “Blink, a Decisão num Piscar de Olhos”. Na obra, ele defende a ideia de que agir por impulso não é sinônimo de inconsequência, mas uma forma de usar a intuição para tomar decisões acertadas. O sucesso foi tão grande que 500 mil exemplares foram comercializados nos EUA apenas no primeiro mês de venda e Gladwell foi eleito uma das 100 pessoas mais influentes do mundo pela revista “Time”, naquele ano.  ...

Agora, sete anos depois, finalmente aparece um livro com consistência suficiente para ser um “anti-Blink”. Frank Partnoy, professor de direito e finanças da Universidade de San Diego (EUA), é autor de “Como Fazer a Escolha Certa na Hora Certa” (Elsevier), recém-lançado no Brasil e que já vendeu mais de 700 mil cópias apenas na Amazon. Na obra, ele vai na contramão de Gladwell e prega que as pessoas deem um passo para trás e “abracem a lentidão”, aproveitando melhor o tempo para pensar antes de agir. Em entrevista à ISTOÉ, ele explica por que é à favor da procrastinação responsável. Leia mais

Fonte: ISTOÉ - 22/01/2013

Alvo maior da Operação Anaconda afirma que não tinha relação funcional nem de amizade com outros juízes e que não irá pleitear retorno à magistratura

Por Rocha Mattos

Fonte: TV - Estadão - 21/01/2013

Entrevista

Integrante da oposição, deputada distrital compara a crise vivida no Distrito Federal com a “torre de babel” ao afirmar que GDF mantém R$ 500 milhões que seriam para a saúde em aplicações financeiras e lamenta: “É um absurdo que um usuário da saúde, no limite do desespero por falta de atendimento, seja algemado, encarcerado em camburão por ter quebrado um vidro em momento de desespero”. ...