A presidente afirmou que governo Aécio incluiu “vacina para cavalo” como despesa de saúde

imgEstá bombando nas redes sociais a acusação de Dilma contra Aécio no debate de domingo, o da Rede Record, de que seu governo em Minas Gerais incluiu vacinas para cavalo como despesas médicas.

A acusação foi indireta, mas inequívoca, por meio da leitura de uma declaração de um conselheiro do Tribunal de Contas de Minas Gerais que, como vocês verão abaixo, não tinha definitivamente a menor ideia do assunto de que tratava.

Nem vou comentar a baixaria tenebrosa da presidente. Veja a verdade sobre o caso

Basta que vocês leiam o que diz a respeito nota oficial da Fundação Ezequiel Dias (Funed), a fábrica de remédios do governo de Minas Gerais: ...


Nota de esclarecimento da FUNED

“Em relação à contestação da candidata do Partido dos Trabalhadores no debate realizado na Rede Record no último dia 19 de outubro, que questionou a inclusão de despesas com Vacina para Equinos como gasto em Saúde, conforme teria sido apontado por um Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, esclarecemos que:

A Fundação Ezequiel Dias é um dos 04 (quatro) produtores nacionais de soros antitóxicos. Atualmente, toda a produção de soros do país passa em algum momento pela FUNED, através de um processo de produção compartilhada entre os laboratórios oficiais, autorizado pela ANVISA,

Para cumprir com esta importante missão, mantém uma Fazenda Experimental em Betim, onde são criados 129 equinos (número atual).

O processo de produção dos soros inicia-se na extração do veneno dos animais peçonhentos e, posterior, inoculação nos cavalos para produção de anticorpos.

Posteriormente, parte do plasma destes animais é extraído e processado, de modo a gerar o produto final (soro).

Mensalmente são produzidos 1.200 litros de plasma, possibilitando uma produção anual exclusiva da FUNED de cerca de 150.000 doses/ano.

Em função da manutenção da qualidade dos produtos, a FUNED mantém um programa profilático e vacina todos os equinos da Fazenda São Judas Tadeu com a vacina tríplice.

Esta vacina protege contra Influenza Equina, Encefalomielite Equina e Tétano. A recomendação técnica preconiza a revacinação de todo o rebanho anualmente.

Sendo assim, a vacinação em questão É ESSENCIAL para a geração de um produto de saúde, sendo portanto compreendida como gasto em saúde.

A afirmação feita pela candidata é infeliz, pois demonstra ou um uso inadequado da informação para fins eleitorais ou um desconhecimento do Sistema Nacional de Saúde, em especial de um processo tão crítico para o país, para o qual a FUNED, um laboratório de Minas Gerais, tem sido o grande parceiro estratégico do Ministério.

Cabe ressaltar que é devido a atuação da FUNED na produção compartilhada que está sendo possível a manutenção dos estoques e a garantia do sucesso do Programa Nacional de Imunização e da saúde da população brasileira.”

Fonte: Revista Veja. Por RICARDO SETTI - 21/10/2014 - - 00:52:43