Foi publicado no Informativo Bico de junho, que começou a circular no dia 19/6, mais um texto sobre as ocupações irregulares das passagens de pedestres nas quadras residenciais do Gama (os becos). O Bico é um jornal mensal com circulação no Gama, em outras cidades do DF, e em órgãos públicos sediados em Brasília.

A seguir você lê o texto que saiu publicado no jornal.
A Agefis fará derrubada de invasões em becos do Gama

Construções ilegais continuam em andamento
A AGEFIS (Agência de Fiscalização do DF) informou que irá retirar todas a invasões irregulares nas áreas públicas conhecidas como becos do Gama. Enquanto a Agência informa e prepara a ação de derrubada, vários militares da PM e dos Bombeiros continuam desrespeitando as leis e as decisões da Justiça do DF.

Em toda e qualquer ocupação dos becos do Gama em que o militar já não estivesse efetivamente morando em julho de 2013, a AGEFIS —por força de decisão da Justiça— considera invasão de terra pública, e por isso deverá desocupar os terrenos em breve. Essas obras estão sendo feitas sem qualquer alvará de construção. Existem obras ilegais em quase todos os setores do Gama, especialmente no Leste, no Central e no Oeste, havendo também algumas no Setor Sul.
Decisão definitiva da Justiça (transitada em julgado) determina a desocupação das invasões.
A preparação da operação de desocupação dos becos foi noticiada pela AGEFIS, que a divulgou inclusive pelos jornais das emissoras de TV. A AGEFIS lembrou que faz uso de eficiente sistema de monitoramento por satélite que tem registrado o andamento de cada construção nos becos invadidos da cidade. Não adianta construir muros altos. O Big Brother da AGEFIS vê tudo.
Quem quiser assistir as mais recentes reportagens das emissoras de TV sobre as invasões dos becos da cidade e as declarações da AGEFIS, pode acessar os programas digitando na internet: “Construções irregulares atrapalham passagem de pedestres no Gama, DF”; “Moradores invadem áreas públicas e constroem muros no Gama”; “Ruas são fechadas por construções irregulares no Gama; “Obras ilegais em becos do Gama continuam; e “Agefis diz que irá derrubar casas construídas em becos do Gama”.
Vamos torcer para que o patrimônio público de uso comum do povo seja recuperado pela AGEFIS o mais rápido possível, liberando as passagens de pedestres.


Sérgio de Lima , João B. Querino, José F. Beserra.
Os artigo assinados são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do jornal.

Fonte: Informativo Bico / Blog Gama Livre 30/06/2015