Atividade ocorre em 6/12, na sede do MPDFT, das 9h às 13h. Inscrições são gratuitas e vão até 1º/12

O Núcleo de Gênero Pró-Mulher do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) soma esforços à campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres com a realização do Primeiro Encontro MPDFT e Movimentos Sociais de Mulheres. O evento será realizado na próxima quarta-feira, 6 de dezembro, das 9h às 13h, na sede da instituição. Mais de 150 países participam dessa campanha, que é coordenada pela ONU Mulheres.

O encontro, realizado no Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres, tem o objetivo de promover o diálogo aberto, transparente e colaborativo com os movimentos sociais que atuam na defesa dos direitos das mulheres. Com a iniciativa, será possível identificar demandas e estabelecer metas institucionais para 2018. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até 1º de dezembro pelo link.

Por ocasião da campanha, o Núcleo de Gênero participou, no último dia 23, na Casa da ONU, do lançamento do relatório da Pesquisa de Condições Socioeconômicas e Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (PCSVDF Mulher). O documento foi desenvolvido pela Universidade Federal do Ceará, em parceria com o Instituto Maria da Penha, com patrocínio da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República e o apoio do Instituto Avon. A pesquisa está disponível do site do NG/MPDFT.

16 Dias de Ativismo
O período escolhido para a campanha é bastante simbólico, já que se inicia em 25 de novembro – Dia Internacional de Não Violência Contra as Mulheres – e finaliza em 10 de dezembro – e Dia Internacional dos Direitos Humanos. No Brasil, a mobilização começou na segunda-feira (20/11), Dia da Consciência Negra, o que amplia a campanha dos 16 Dias para o período de 20 de novembro a 10 de dezembro.

De acordo com a ONU Mulheres, a antecipação do Brasil ocorreu por iniciativa da sociedade civil, para destacar o racismo como uma forma de violência sofrido pelas mulheres negras, ampliando a violação dos seus direitos humanos. Monumentos emblemáticos, como o Cristo Redentor (Rio de Janeiro/RJ), o Elevador Lacerda (Salvador/BA) e o Palácio Buriti (Brasília/DF) estão iluminados de laranja – cor escolhida para simbolizar o fim da violência de gênero. Neste ano, a mobilização adotou o lema “Não deixar ninguém para trás: acabar com a violência contra as mulheres e meninas”, em referência aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

Serviço
Primeiro Encontro MPDFT e Movimentos Sociais de Mulheres
Horário: 9h às 13h
Local: Sala de treinamento 1 da Sede do MPDFT (Eixo Monumental, Praça do Buriti, Lote 2)
Inscrições: de 20 de novembro a 1º de dezembro (http://www.mpdft.mp.br/inscricoes)

Encontrar soluções tecnológicas para empresas com uso de dispositivos que se conectam em rede é o trabalho do arquiteto de soluções Adriano Ribeiro, do Instituto de Pesquisas Eldorado, que falará sobre o assunto na mostra Brasília +TI que acontece entre os dias 5 e 7 na sede da Câmara Legislativa do Distrito Federal. Rodrigues, que atua na área de aplicações inteligentes desde 2001, participa do debate temático "A quarta revolução industrial", na manhã da próxima quinta-feira (7).

Integram essa revolução tecnológica a Internet das Coisas (Internet of Things - IoT) e a inteligência artificial. Com base nesse conhecimento e informações coletadas a partir de censores e imagens de câmeras, Ribeiro cria aplicações inteligentes. Um exemplo de aplicação é o rastreamento de macas em hospitais. Por meio de objetos conectados e interfaces em celulares foi possível dispor aos enfermeiros quais macas e leitos hospitalares estão disponíveis, explica o arquiteto. São soluções tecnológicas como esta que facilitam, agilizam processos internos e reduzem custos das empresas que Adriano Ribeiro vai expor aos participantes da mostra. "Vou abordar casos não sigilosos desenvolvidos pela nossa oficina de pesquisa", disse. Ele adianta que o agronegócio é uma das áreas emergentes do mercado de Tecnologia da Informação (TI) em Brasília.

A importância desse mercado na economia local é o foco do Brasília +TI, que vai reunir profissionais da área, entidades, pesquisadores, estudantes e interessados no setor. O evento conta com o apoio e participação da Sindicato das indústrias da informação do DF (Sinfor/DF), Sindicato das Empresas de Serviços de Informática do DF (Sindesei/DF), Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação do DF (Assespro/DF), Associação de Startups e Empreendedores Digitais (Asteps/DF), Tecsoft e Fecomércio.

Acesse: Inscrições gratuitas e informações sobre a programação da mostra Brasília +TI

Informou Franci Moraes - Coordenadoria de Comunição Social

Centros de Saúde permanecerão fechados. Transporte público vai operar com escala de segunda a sexta e o Metrô-DF terá nove estações abertas

Por  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. do Correio Braziliense - 28/11/2017 19:30 / atualizado em 28/11/2017 20:19

Movimento de veículos na Esplanda dos Ministérios cai durante os feriados


O feriado desta quinta-feira (30/11), quando é comemorado o Dia do Evangélico, ocasiona mudanças nos horários de pontos turísticos e culturais, bem como de serviços públicos por todo o Distrito Federal. Órgãos como centros de saúde e ambulatórios, por exemplo, não abrem as portas. 

Todas as delegacias vão funcionar em esquema de plantão. A Companhia do Metropolitano (Metrô-DF), que mantém escala especial por conta da paralisação, estará operando com nove estações, das 7h às 19h. Com exceção das bibliotecas nacional e pública, a maioria dos locais de lazer vão abrir. 

 

Confira o que abre e o que fecha no feriado de 30 de novembro: 


Pontos turísticos e culturais

 

Parque Nacional de Brasília (Água Mineral)

 

Abre das 8h às 16h. É permitida a entrada de alimentos, mas não de bebidas alcoólicas e de objetos cortantes, como vidros e facas. Os ingressos custam R$ 13 e crianças de até 12 anos, além de pessoas com mais de 60 anos, não pagam. Informações: (61) 3233-4553. 

 

Zoológico

 

Os portões serão abertos às 8h30 e fechados às 17h. O ingresso custa R$ 10. Estudantes, idosos, crianças de até 12 anos, professores e beneficiários de programas sociais pagam meia-entrada. Pessoas com deficiência e crianças menores de 5 anos entram de graça.

 

Planetário de Brasília

 

Abre hoje com horário de fim de semana, das 8h às 20h. O acesso para exposição vai das 9h às 21h. Por conta do feriado, alunos de duas escolas e duas instituições, sendo elas de Minas Gerais e Goiás, participam das programações. As sessões para os filmes da cúpula  acontecem às 17h30 e às 19h. A entrada é gratuita. Os visitantes têm a opção de entregar um 1kg de alimento (exceto sal). 

 

Jardim Botânico

 

Aberto das 9h às 17h. O ingresso custa R$ 5. Crianças de até 12 anos, pessoas acima de 60 anos e portadores de deficiência não pagam. 

 

Torre de TV

 

Abre com horário de feriado e fim de semana, das 10h30 às 21h10, o que inclui a Feira da Torre. 

 

Torre de TV Digital

 

Visitação provisoriamente interrompida para manutenção. 

 

Museu Nacional da República

 

Aberto das 9h às 18h30,com entrada franca.

 

Museu do Catetinho

 

Funciona das 9h até as 17h, com entrada franca.

 

Memorial dos Povos Indígenas  

 

Aberto das 10h às 17h. Amanhã (01/12), o horário é das 9h às 17h. Durante o fim de semana, o local receberá visitantes a partir das 10h até as 17h. A entrada é gratuita. Informações: (61) 3342-1157, (61) 3344-1154 ou (61) 3342-1156. 

 

Museu Vivo da Memória Candanga

 

Aberto das 9h às 17h. Informações: (61) 3301-3590

 

Biblioteca Nacional de Brasília

 

No feriado, permanece fechado. Na sexta-feira, fica aberta das 8h às 19h45. No fim de semana, funciona das 8h até as 14h. Informações: 3325-6257 ou 3325-6237. 

 

Biblioteca Pública de Brasília

 

Ainda está fechada para reforma. Os materiais de estudo encontram-se na Biblioteca Nacional de Brasília. Não há previsão para retorno das atividades. Informações: (61) 3245-5022. 

 

Casa do Cantador

 

Fechado. Volta a funcionar na sexta-feira (1º/12). Informações: (61) 3378-5067.

 

Centro Cultural Banco do Brasil

 

Funciona das 9h às 21h. Informações: (61) 3108-7600. 

 

Cine Brasília

 

Aberto das 14h30 até as 23h. Os ingressos custam R$ 12, mas estudantes, pessoas com mais de 60 anos e pessoas com deficiência pagam meia-entrada. Hoje está em cartaz a Mostra Russa, entrada franca. Informações: (61) 3244-1660. 

 

Pontão do Lago Sul

 

Aberto das 7h à 1h. A administração do local, bem como os restaurantes do Pontão também vão funcionar. Informações: 3364-0580.

 

Parque Ecológico Dom Bosco 

 

Funciona das 6h às 20h. É proibida a entrada de visitantes que estiverem portando bebidas alcoólicas, animais domésticos ou com objetivo de atear fogo em alguma área do local. Entrada franca. Informações: (61) 99220-6438.

 

Memorial JK

 

Estará fechado no feriado. O memorial funciona de terça a domingo, das 9h às 18h, não abrindo às segundas-feiras e feriados. Informações: (61) 3225-9451.


Serviços

 

Ônibus

 

O Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans) informou que, durante esta quinta-feira (30/11), os ônibus vão rodar de acordo com a tabela de segunda e sexta-feira. Segundo o órgão, poderá haver adequações de horários ao longo do dia.

 

Metrô

 

Funciona das 7h às 19h. Circulam, apenas, três transportes, o que pode ocasionar espera de até uma hora de cada estação. Apenas nove estações estão abertas, sendo elas: Estação Central da Rodoviária do Plano Piloto, Shopping, Guará, Águas Claras, Relógio, Ceilândia Centro, Terminal Ceilândia, Furnas e Terminal Samambaia. A medida é referente à greve dos metroviários. 

 

Delegacias

 

Funcionam em sistema de plantão 24 horas as seguintes delegacias: 1ª DP, 4ª DP, 5ª DP, 6ª DP, 13ª DP, 18ª DP, 20ª DP, 21ª DP, 23ª DP, 24ª DP, 26ª DP, 27ª DP, 30ª DP, 31ª DP e 33ª DP. A Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) e as duas Delegacias da Criança e do Adolescente (DCA I e II) também estão abertas. A Delegacia Eletrônica e o telefone 197 estão disponíveis durante 24 horas.

 

Saúde

 

O atendimento nas unidades de pronto atendimento (UPAs) e nas emergências dos hospitais públicos funciona 24 horas e com escala médica. Entretanto, os ambulatórios e centros de saúde estão fechados e retornam ao horário comercial nesta sexta-feira (01/12). 

 

Procon-DF

 

Fechado para atendimento. Os serviços serão normalizados nesta sexta-feira (01/12). Informações: 151. 

 

Secretaria de Fazenda

 

Todas as agências da Secretaria de Fazenda, bem como o atendimento por telefone por meio da central 153 não funcionam. O serviço será normalizado na sexta-feira. Os atendimentos virtuais estão disponíveis, mas as respostas serão dadas somente no dia seguinte. O serviço virtual que disponibiliza as emissões de segunda via para realizar pagamento de impostos, por exemplo, está disponível. 

 

CEB

 

A Companhia Energética de Brasília (CEB) disponibiliza atendimento 24 horas para serviços de emergência pelo telefone 116. Todos os pontos estão fechados. Os serviços voltarão ao normal nesta sexta-feira (01/12). 

 

Detran-DF

 

Os postos de atendimento estão fechados. Há somente plantões para fiscalização. O serviço volta ao normal nesta sexta-feira (01/12).

 

Caesb

 

Está à disposição da população pelo telefone 115, que funciona 24 horas. As atividades essenciais de manutenção de serviços estão mantidas, mas as agências permanecem fechadas e retornam ao funcionamento normal nesta sexta-feira (01/12).

 

Na Hora

 

Todos os postos do Na Hora, incluindo o da Rodoviária do Plano Piloto, estão fechados e só abrem novamente nesta sexta-feira (01/12), das 7h30 até as 18h30. No sábado, funcionará das 7h30 até as 12h30. Aos domingos, não abrem. 

 

Bancos

 

Segundo o Sindicato dos Bancários do Distrito Federal, as agências não estão funcionando. Na sexta-feira (01/12), os bancos vão abrir em horário comercial, das 11h às 16h. É possível, apenas, acessar os caixas eletrônicos.

 

Comércio

 

Todas as lojas comerciais estão abertas, de acordo o Sindicato dos Varejistas do DF (Sindivarejista). 

 

Supermercados

 

De acordo com a Associação de Supermercados de Brasília, todos os supermercados, incluindo Extra, Carrefour e Walmart, estão abertos em horário comercial. 

 

Shoppings

 

De acordo com o Sindicato dos Varejistas do DF (Sindivarejista), os shoppings e lojas abrem normalmente.

 

Shoppings Populares

 

A unidade do Setor de Armazenagem e Abastecimento (SAA), ao lado do Detran, está fechada e abre apenas nesta sexta-feira (01/12), em horário comercial. 

Felicidade tem preço? Para você, eu não sei, mas para um colecionador europeu, ela tem e custa bem caro, cerca de US$ 1,5 milhão ou R$ 5 milhõe

Por Bárbara Therrie Colaboração para o VivaBem - 28/11/2017 - 16:47:58

Felicidade tem preço? Para você, eu não sei, mas para um colecionador europeu, ela tem e custa bem caro, cerca de US$ 1,5 milhão ou R$ 5 milhões. O valor arrematado foi por uma nota manuscrita pelo físico alemão Albert Einstein, na qual ele explica como ser feliz.

"Uma vida simples e tranquila traz mais felicidade do que a busca pelo sucesso em um desassossego constante", diz o bilhete entregue pelo cientista, como gorjeta, a um mensageiro, em 1922, no Hotel Imperial, em Tóquio, no Japão. Em outra anotação, que foi leiloada por US$ 240 mil, Einstein declara: "Onde há um desejo, há um caminho".

Se inspirou na “Teoria da Felicidade” de um dos maiores gênios da humanidade? O VivaBem separou 10 ensinamentos do físico que podem ajudá-lo na busca pela felicidade.

Fonte consultada sobre a autenticidade das frases: Osvaldo Pessoa Jr., professor de Filosofia da Ciência da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo - FFLCH/USP. 

1 - "Somente uma vida vivida para os outros é uma vida que vale a pena"

Uma vida egoísta onde só o "eu" importa não traz felicidade, na maioria das vezes, só sofrimento. Seja compassivo, exercite a gentileza, ajude o seu próximo. Você vai se surpreender em como se sentirá melhor.

2 - "Um homem feliz está muito satisfeito com o presente para pensar no futuro"

O que a vida te oferece hoje e agora é: aproveite cada momento, cada fase, cada desafio, cada experiência. A verdadeira satisfação está em poder viver intensamente o presente sem se importar com o futuro.

3 - "Eu nunca me preocupo com o futuro. Ele vem em breve"

Não gaste sua energia se preocupando com o dia de amanhã ou com o que há por vir. Acredite, isso só te fará infeliz. Viva as oportunidades do presente, o futuro logo vem.

4 - "Um novo tipo de pensamento é essencial...

... se a humanidade quiser sobreviver e avançar para níveis mais elevados." Ficar aprisionado à uma única ideia pode limitar seus caminhos e evolução. Quer ser feliz? Abra sua mente, descubra o novo, faça um convite à sabedoria e só assim você seguirá em frente .

5 - "Tente não se tornar um homem de sucesso...

... mas tente se tornar um homem de valor." A busca pelo sucesso não deve ser o seu principal objetivo. Concentre seus esforços para ser uma pessoa admirada por seus valores e princípios. Certamente você terá uma jornada mais feliz.

6 - "A vida é como andar de bicicleta. Para manter o equilíbrio...

... você deve continuar se movendo." Assim como é preciso pedalar para se manter na bicicleta, um dos segredos para alcançar a felicidade é não parar. Movimente-se, arrisque, explore. E mesmo que você perca o equilíbrio e caia, levante-se e não desista nunca.

7 - "Se quiser uma vida feliz, amarre-a a uma meta, não a pessoas ou coisas"

Estabeleça um objetivo na vida e não se importe se te tratarem mal por não apreciarem sua escolha. Se você depender da aprovação dos outros, poderá se dar mal. Se focar em atingir sua meta, você terá uma trajetória bem-sucedida.

8 - "Eu acredito que um jeito simples e despretensioso de viver...

é melhor para todos, melhor para o corpo e para a mente." Complique menos, não crie tantas expectativas, se alegre com o pouco. E você terá a felicidade bem à sua frente.

9 - "Do ponto de vista da vida cotidiana, nós existimos..."

para nossos semelhantes --em primeiro lugar, para aqueles de cujos sorrisos e bem-estar depende nossa felicidade, e depois para todos aqueles que desconhecemos pessoalmente, mas com cujos destinos estamos ligados pelo laço de simpatia." A conexão com o nosso próximo é fundamental para ter uma vida prazerosa. Oferecer um abraço, um sorriso ou um afeto são simples atitudes que podem te trazer um grande bem-estar.

10 - "Porque jamais considerei o prazer e a felicidade como um fim em si..."

... e deixo este tipo de satisfação aos indivíduos reduzidos a instintos de grupo. Em compensação, foram ideais que suscitaram meus esforços e me permitiram viver. Chamam-se o bem, a beleza, a verdade." A verdadeira motivação para uma vida plena e agradável é essa: pratique a bondade, enxergue o belo e alcance a verdade.

Por Luiz Vassallo e Julia Affonso do Notibras - 26/11/2017 - 05:00

Foto/Arquivo Notibras

O Ministério Público Federal é contra a legalização dos jogos de azar no Brasil. A manifestação foi apresentada em nota técnica da Secretaria de Relações Institucionais (SRI), que reiterou sua contrariedade ao projeto de regulamentação dos jogos (PLS 186/2014), em tramitação na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Segundo o estudo, a proposta ‘não prevê mecanismos eficientes de fiscalização e ainda facilitaria o uso da atividade para a lavagem de dinheiro e a prática de outros crimes’.

A nota técnica é assinada pelo secretário de Relações Institucionais do MPF, subprocurador-geral da República Carlos Alberto Vilhena.

Para Vilhena, o projeto de lei do senador Ciro Nogueira (PP/PI) ‘não cria mecanismos de controle efetivo da lavagem de dinheiro e da sonegação fiscal’.


“Ao contrário, cria novos e poderosos mecanismos para a lavagem de dinheiro”, afirma o subprocurador. “Por ser umbilicalmente ligada a várias práticas ilícitas, a exploração de jogos com o aval do Poder Público vai ao encontro dos anseios dos criminosos ”

Para Vilhena, os argumentos de que a regulamentação dos jogos vai possibilitar a criação de novos empregos e de receitas tributárias estimadas em R$ 15 bilhões ‘são absolutamente fictícios, assim como comparar o Brasil com o Chile e o Uruguai, onde os jogos são legalizados, sem considerar as diferentes realidades desses países’.

O Ministério Público Federal questiona também a alteração da nomenclatura jogos de azar para ‘jogos de fortuna’- proposta pelo relator da matéria na CCJ, senador Benedito de Lira (PP/AL)

Segundo a nota, os próprios órgãos que ficariam incumbidos do controle dos jogos de azar ‘manifestaram publicamente a absoluta impossibilidade de fiscalizar essas atividades, como prevê o texto do Senado’.

Durante discussão sobre projeto semelhante em 2007, autoridades do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), da Receita e do Ministério da Fazenda concluíram que o Brasil ‘não está estruturalmente e tecnicamente preparado para reduzir os riscos da atividade, tampouco realizar o efetivo controle sobre ela’, assinala a Procuradoria.

“Verifica-se que a enorme quantidade de bingos e cassinos cuja abertura é estimulada pelo PLS 186/2014 está em evidente descompasso com a realidade dos órgãos nacionais de controle, ainda que estes fossem dotados de estrutura de fiscalização de primeiro mundo”, alerta a nota técnica da Secretaria de Relações Institucionais.

Para o Ministério Público Federal, ‘mesmo sendo legalizada a atividade, o poder da corrupção e da clandestinidade não vai desaparecer’.

“Ainda que contemplasse mecanismos formalmente eficazes de controle, o ‘estado paralelo’, que monopoliza o jogo clandestino, não se curvará aos comandos da lei”, ressalta a nota. “Nesse contexto, não importa quem será o dono formal do estabelecimento, pois, quem o comandará será o contraventor que detém o domínio territorial.”

“Há que se considerar ainda os prejuízos sociais e na saúde daqueles que são viciados em jogo.”

Segundo a nota técnica, não cabe apenas a utilização de argumentos de que traria benefícios financeiros, como aumento de arrecadação de impostos ou o fomento do turismo, ‘mas é necessário avaliar dados quantitativos e sociais, prejuízos econômicos e psíquicos’.

“Sendo assim, os valores arrecadados pelo poder público não compensariam os gastos com o tratamento de viciados patológicos e os efeitos nefastos sobre as famílias arruinadas pelas dívidas de jogo.”

Inversão – No entendimento do Ministério Público Federal, há inversão de prioridades na proposta.

Segundo a Procuradoria, ‘está em andamento uma comunhão de esforços por parte dos órgãos de repressão penal para desarticular as organizações criminosas voltadas para o jogo ilegal’.

“Neste cenário, a legalização só atende aos interesses dos contraventores.”

O Ministério Público Federal conclui que ‘os argumentos trazidos pelo autor do projeto e pelo autor do substitutivo não nos permitem concluir que a legalização dos jogos de azar é a melhor saída para a sociedade’.

Na nota técnica a Secretaria de Relações Institucionais do Ministério Público Federal reafirma ‘os graves riscos à sociedade e o posicionamento da instituição contrário à aprovação do projeto de lei’.

A reportagem fez contato com o gabinete do senador Ciro Nogueira, mas não obteve retorno. Também tentou contato com o celular do senador Benedito de Lira.

Com a ajuda do programa, que envolve diversos órgãos do DF, foi possível reduzir em 77,4% os casos de dengue no período

Agência Brasília - 25/11/2017 Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília – 7.11.2016

Na edição de comemoração de um ano, o Cidades Limpas volta ao Gama na segunda-feira (27). O programa, coordenado pela Secretaria das Cidades, tem o objetivo de revitalizar áreas públicas das regiões administrativas com ações como limpeza de boca de lobos, pintura de meios-fios, poda de árvores e recolhimento de entulho.

Os casos de dengue no DF diminuíramdrasticamente com o apoio da força-tarefa: foram 3.945 registros de casos prováveis de janeiro a outubro deste ano. No mesmo período do ano passado, a Secretaria de Saúde computou 17.490 casos. Em termos porcentuais, trata-se de uma redução de 77,4% no período.

No Gama, onde o Cidades Limpas esteve em novembro de 2016, a diminuição foi de 40,9% dos casos prováveis de dengue. De janeiro a outubro deste ano, a localidade teve 297 registros da doença. Nos dez primeiros meses de 2016, foram 503 notificações.

O Cidades Limpas visitou as 27 regiões administrativas do Distrito Federal em um ano. Ao todo, removeu 86,3 toneladas de entulho, desobstruiu 2,9 mil bocas de lobo e recolheu 250 carcaças. No período, foram visitados 71,2 mil imóveis para combate ao Aedes aegypti, vetor da dengue, do zika vírus e da chikungunya.

Outras ações do Cidades Limpas nos últimos 12 meses foram:

  • Desobstrução de redes de água pluvial

  • Emissão de 717 carteiras de identidade

  • Manutenção, substituição e reparo de 2,3 mil unidades na rede elétrica

  • Pintura de sinalizações

  • Pintura de meios-fios

  • Poda de 15,3 mil árvores

  • Recuperação de redes de esgoto

  • Tapa-buracos

programa envolveu 4.613 trabalhadores, de 19 órgãos do governo de Brasília. Nos 12 meses de atividades, foram usadas 1.293 máquinas e equipamentos.

Cidades Limpas fica no Gama até 8 de dezembro. A partir do dia 11, segue para Sudoeste, Octogonal e Cruzeiro.